Header Ads

BOMBEIRO E ATROPELADO AO FAZER RESGATE NA EPTG; MOTORISTA FOGE


Um sargento do Corpo de Bombeiros foi atropelado na madrugada deste sábado (8) enquanto resgatava a vítima de uma batida na EPTG, no Distrito Federal. A Polícia Civil trabalha com duas hipóteses: a de que, enquanto arrumava a sinalização da via, o militar foi atingido por um Fox ou que tenha sido acertado por um Porsche e arremessado para o parabrisas do outro carro. A perícia deve ser concluída em 30 dias.

Testemunhas alegaram que a iluminação da pista era deficiente e não permitiu identificar a dinâmica do caso. Havia cones interditando duas das três faixas da via, no sentido Taguatinga. O homem sofreu traumatismo craniano e diversas fraturas e foi levado para o Hospital de Base. Às 11h50, o estado de saúde dele era considerado gravíssimo. Nenhuma das motoristas foi presa.
A polícia informou que a motorista do carro de luxo foi seguida por um bombeiro até em casa e alertada sobre o possível envolvimento no acidente. Ela se apresentou à polícia e disse ter certeza de não ter atingido o militar, que tem 46 anos e trabalha no 2º Batalhão de Incêndios de Taguatinga. A mulher firmou que apenas bateu em um dos cones que sinalizavam o acidente

"Tudo indica que o Fox seja o responsável pelo atropelamento, porque ele tem muitas marcas, enquanto o Porsche tem apenas alguns arranhões na laterais. A motorista do carro de luxo disse que não parou porque tinha certeza de não ter se envolvido em nada", explica a delegada Tânia Dias Soares. "Isso não significa que ela não vai responder pelos atos dela até aí, afinal houve desrespeito à sinalização, não sabemos sobre a velocidade, essas coisas."
A condutora do Fox foi submetida a exame de bafômetro, que apontou concentração de 0,29 miligrama de álcool por litro de sangue e foi autuada administrativamente por embriaguez. Ela perdeu a carteira de habilitação, levou sete pontos na carteira e deverá pagar multa. A outra motorista se recusou a fazer o teste e também foi autuada.
Tânia informou que solicitou as imagens de câmeras próximas ao local do acidente. Segundo ela, o perito disse que não havia marcas de frenagem e testemunhas afirmaram que aparentemente os carros não estavam em alta velocidade.
Primeiro acidente.
O Corpo de Bombeiros estava no local para socorrer um motorista que bateu na mureta de proteção da via, na altura de Vicente Pires, e rodou na pista. Segundo a polícia, ele tinha sintomas de embriaguez e foi levado consciente para o Hospital Regional de Taguatinga.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.