Header Ads

BOMBEIROS E PMs FAZEM ATO E REIVINDICAM REESTRUTURAÇÃO DA CARREIRA

Policiais militares e bombeiros do Distrito Federal realizaram um ato nesta quinta-feira (10/10) em frente a Câmara Legislativa do DF. A categoria, representada pelo Novo Movimento Unificado (MNU) e Fórum de Associações, reivindica a reestruturação da carreira.
De acordo com um dos líderes do movimento, tenente Poliglota, a reestruturação engloba reajuste salarial, mudança no auxílio-moradia, estimado entre R$ 12 e R$ 30. Os policiais também pedem auxílio transporte e auxílio inatividade para todos os policiais.
A categoria pede que os concursados entrem de uma única forma na PM e no Corpo de Bombeiros, e que tenham progressão dentro da carreira, além da contratação de novos policiais. Poliglota acredita que existam 963 oficiais e 13,8 mil praças, número muito baixo para atender a população do DF, segundo ele.

O cabo Júlio disse que recebeu promoção há dois anos e que teve aumento de R$ 150 no salário. "Não dá nem para encher o tanque do carro. É um valor irrisório para o padrão de vida de quem mora no DF". Ele seria promovido em dezembro para sargento, mas isso não vai ocorrer porque não há vaga.
Os militares também pedem auxílio-alimentação para os policiais da reserva, de R$ 650. “A soma que um policial perde ao ficar inativo, sem o benefício e a possibilidade de desempenhar serviço voluntário, é de cerca de R$ 1 mil”, avaliou Poliglota.

O movimento ainda pede aos deputados distritais Patrício (PT) e Aylton Gomes (PR) que seja apresentada, discutida e encaminhada através do Executivo do DF, por meio de Medida Provisória, a reestruturação da carreira até o dia 18. Eles não farão greve, mas intensificarão a operação tartaruga/legalidade. A categoria promete que não vai ficar de braços cruzados, e deve manter os atos até o fim do ano.

FONTE: CORREIO BRAZILIENSE 

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.