Header Ads

IBRAN ABRE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIO PARA BRIGADISTA FLORESTAL.

O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) abriu processo seletivo para contratação temporária de chefe de brigada e brigadista florestal para proteção e prevenção a incêndios florestais em 72 parques, bem como em outras áreas de relevante interesse ambiental, por até seis meses.
Serão, no total, 29 vagas, conforme havia anunciado o governador Agnelo Queiroz, no início deste mês, ao decretar estado de emergência ambiental em todo o DF. A inscrição é gratuita e presencial, de 26 e 29 de maio, das 9h às 17h, na sede do Ibram, localizada na SEPN 511 Bloco C, edifício Bittar, térreo.

Para participar da seleção, conforme edital publicado no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (21), é preciso ter ensino médio; ter feito curso de formação para brigadistas para a prevenção e combate a incêndios florestais fornecido pelo Ibama, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Corpo de Bombeiros ou órgãos ambientais estaduais; e possuir carteira de habilitação categoria B, com expedição superior a um ano.
"Essa será a terceira contratação de uma brigada específica para o órgão ambiental no DF e é importante lembrarmos que em nenhuma outra gestão foi feito esse procedimento. Nesses dois anos anteriores tivemos esse trabalho, que se mostrou bastante eficaz já que tivemos reduções bastante expressivas nos incêndios", lembrou a secretária-adjunta de Meio Ambiente, Renata Fortes, na época da publicação do decreto sobre o estado de emergência.
BRIGADISTAS - Segundo o Ibram, a função de brigadistas florestais no DF possui caráter temporário. Assim que há o término do motivo do estado de emergência, os grupos de brigada são dissolvidos. Eles atuam no auxílio ao Corpo de Bombeiros, procurando não só combater os primeiros focos de incêndio nas unidades de conservação, como também fazem um trabalho de prevenção, com a confecção de aceiros e rondas ostensivas.
Ainda de acordo com o Instituto Brasília Ambiental, os 29 selecionados neste processo serão divididos em cinco equipes que atuarão em áreas pré-determinadas. Além disso, 56, dentre cadastro de reserva e agentes de parques capacitados, estarão no banco de dados do instituto para casos extremos.
REDUÇÃO - O número de ocorrências de incêndios florestais no DF caiu 50% nos últimos dois anos, segundo o Grupamento de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros. "Isso se deve ao reequipamento do Corpo de Bombeiros, ao aumento do efetivo para combate de incêndio florestal e à melhor preparação dos bombeiros", destacou o major Horácio. Atualmente, entre 100 e 130 homens trabalham no combate inicial.
Hoje, o trabalho do Corpo de Bombeiros está na fase de preparo de combate a incêndios florestais. Mais próximo do período crítico no DF, entre agosto e setembro, o efetivo entra na fase de prevenção e conscientização da população. É quando a corporação tem à disposição nove unidades, com pessoal, material e viatura
"Ainda temos duas aeronaves, que ficam ativadas 24 horas por dia, e um helicóptero, ambos entram em ação quando a equipe de terra não consegue conter o problema. Eles já foram usados no DF com êxito", lembrou o major Horácio.

Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.