Header Ads

BOMBEIROS SURPREENDEM CRIANÇA AUTISTA APÓS NINGUÉM DA ESCOLA COMPARECER EM SEU ANIVERSÁRIO

Após nenhum dos colegas de classe de um menino autista aparecer para sua festa de aniversário, a comunidade local e policiais da região se uniram para tornar aquele dia inesquecível para a criança. Ashlee Buratti, do Condado de Osceola, na Flórida (EUA), tinha convidado 16 amigos de seu filho Glenn para a comemorar o sexto ano do garoto.

Quando ninguém apareceu, ele ficou devastado, segundo a mãe. "Desde a hora em que acordou naquele dia, queria saber quantos minutos faltavam até que seus amigos viessem", revelou ao jornal local Osceola News-Gazette. Ela diz que os olhos de Glenn se encheram de lágrimas quando soube que ninguém iria.
A mãe do garoto expressou sua frustração na página "Osceola Rants, Raves and Reviews List", voltada aos moradores da região, com mais de 10 mil membros. "Sei que isso pode ser algo bobo para reclamar, mas meu coração está partido por causa do meu filho", escreveu.
Quando outros membros do grupo viram a publicação, começaram a enviar mensagens perguntando se podiam levar seus próprios filhos para a festa de Glenn. O texto chegou aos ouvidos do gabinete de polícia de Osceola, que pediu o endereço da família e disse que um helicóptero iria voar sobre a casa — o veículo chegou em uma hora, voando baixo para que Glenn pudesse acenar para o piloto. 
 
O menino, que ama policiais e bombeiros, ficou impressinado quando os profissionais começaram a chegar em sua festa. Embora seja um garoto tímido, sua mãe disse brincou com os novos amigos como se os conhecesse a muito tempo. No total, 15 crianças e 25 adultos apareceram para dar presentes, comemorar e comer o bolo.
O pai de Glenn, John Buratti, também se comoveu com o gesto da comunidade. Ele postou as fotos do evento no Facebook e agradeceu a todos os envolvidos. "Ele se divertiu muito! Tenho certeza de que os vizinhos estavam espiando pela janela. Algo tão incrível para nós vindo de nossos lutadores locais da lei e do fogo", publicou.
Fonte: Globo.com
Após nenhum dos colegas de classe de um menino autista aparecer para sua festa de aniversário, a comunidade local e policiais da região se uniram para tornar aquele dia inesquecível para a criança. Ashlee Buratti, do Condado de Osceola, na Flórida (EUA), tinha convidado 16 amigos de seu filho Glenn para a comemorar o sexto ano do garoto.
Quando ninguém apareceu, ele ficou devastado, segundo a mãe. "Desde a hora em que acordou naquele dia, queria saber quantos minutos faltavam até que seus amigos viessem", revelou ao jornal local Osceola News-Gazette. Ela diz que os olhos de Glenn se encheram de lágrimas quando soube que ninguém iria.
A mãe do garoto expressou sua frustração na página "Osceola Rants, Raves and Reviews List", voltada aos moradores da região, com mais de 10 mil membros. "Sei que isso pode ser algo bobo para reclamar, mas meu coração está partido por causa do meu filho", escreveu.
Quando outros membros do grupo viram a publicação, começaram a enviar mensagens perguntando se podiam levar seus próprios filhos para a festa de Glenn. O texto chegou aos ouvidos do gabinete de polícia de Osceola, que pediu o endereço da família e disse que um helicóptero iria voar sobre a casa — o veículo chegou em uma hora, voando baixo para que Glenn pudesse acenar para o piloto.
O menino, que ama policiais e bombeiros, ficou impressinado quando os profissionais começaram a chegar em sua festa. Embora seja um garoto tímido, sua mãe disse brincou com os novos amigos como se os conhecesse a muito tempo. No total, 15 crianças e 25 adultos apareceram para dar presentes, comemorar e comer o bolo.
O pai de Glenn, John Buratti, também se comoveu com o gesto da comunidade. Ele postou as fotos do evento no Facebook e agradeceu a todos os envolvidos. "Ele se divertiu muito! Tenho certeza de que os vizinhos estavam espiando pela janela. Algo tão incrível para nós vindo de nossos lutadores locais da lei e do fogo", publicou.
Fonte: Globo.com

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.