Header Ads

APÓS NCP NASCE O NCB - NOVO CICLO DO BOMBEIRO

O grupo surge a partir da necessidade de se criar um novo modelo de polícia no Brasil. Mais especificamente, surge com a falta de representação das diversas associações que lutam pelos direitos dos Bombeiros militares.
Acreditamos que é preciso uma reforma estrutural no Corpo de Bombeiro. Uma reforma gradual que altere todo o modelo de Bombeiro Militar com base nos conceitos mundiais, de ressocialização e de rigor penal.
É preciso inserção e participação de todos.

A PROPOSTA
Formação de um grupo legítimo e representativo dos anseios da tropa e da sociedade para criação de um novo modelo do Corpo de Bombeiro. O grupo será composto inicialmente por Bombeiros militares formados no último concurso público do Distrito Federal com base nos pelotões dos próprios cursos de formação. A ideia é conseguir atrair e aproximar os grupos de cerca de 30 Bombeiros, totalizando uma representação de 1.200 Bombeiros para a criação da primeira fração do grupo.
Esse grupo deverá dar início ao primeiro debate, que reunirá os pleitos, definindo grupos de trabalho para estudar formas de viabilizar os temas considerados mais relevantes. Poderão ser criadas comissões e subcomissões para dar andamento aos trabalhos.
Pensou-se em reunir Bombeiros dos últimos cursos de formação, pois tais Bombeiros, em sua maioria, criaram grupos de contato por meio das mídiais sociais e podem ser mobilizados de forma mais rápida. Além disso, por serem Bombeiros jovens, que representam a entrada de uma nova geração no Corpo de Bombeiros, que ingressaram já com nível superior, momento inédito no País, são pessoas pelas quais são creditadas e esperadas, naturalmente, tais mudanças.
É importante, também, ressaltar a limitação física de espaço para reunião inicial de muitas pessoas e a intenção de se criar um ambiente propício ao debate e a objetividade.
Porém, a ideia não é concentrar os pleitos nesse grupo. Mas criar um novo eixo, mais forte e mais representativo com a inserção de todos, uma vez que a insatisfação e os sonhos por um Bombeiro moderno, com valorização e respeito profissional, são anseios comuns. Logo, serão incluídos gradualmente.
O movimento não terá nenhum tipo de vinculação partidária ou promoção pessoal com viés político. Cada um será seu próprio líder e somará em ideias e ações na medida em que puder, nunca de forma isolada. O interesse é de todos e todos deverão fazer parte das mudanças. Assim, teremos força e organização para concretizar nossos projetos.
Não serão tolerados qualquer tipo de manifestação que faça apologia à violência ou qualquer tipo de vínculo com atividades criminosas.
É importante deixar claro que segurança pública não é mera questão remuneratória. É preciso reformar toda a carreira e regime ao qual os Bombeiros estão submetidas, as quais violam direitos constitucionais fundamentais, como a livre manifestação do pensamento.

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.