Header Ads

BOMBEIROS E POLICIAIS FAZEM PARTO DE GÊMEAS EM CARRO NA BR-020

Uma mulher de 39 anos deu à luz a gêmeas dentro de um carro na BR-020, próximo a uma parada de ônibus em Sobradinho, no Distrito Federal, por volta das 7h desta terça-feira (31). A Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros foram acionados para ajudar no parto, considerado de alto risco, que ocorreu quando ela estava a caminho do Hospital Universitário.
De acordo com a polícia, a primeira criança já havia nascido quando a corporação foi chamada por um parente da mulher. Os policiais chamaram o Corpo de Bombeiros, que realizou o parto da segunda bebê.

O sargento dos bombeiros Marcelo de Oliveira Campello afirmou que a mãe contou que a bolsa se rompeu ainda no trânsito. Segundo Campello, a gestante afirmou que se tratar de um parto de alto risco porque ela tem problemas de circulação.
O policial rodoviário Emerson Borges afirmou que ele e um outro policial estavam patrulhando próximo ao km 4 da via quando viram um homem pedindo ajuda. "A gente seguia sentido Plano Piloto quando nos deparamos com um senhor desesperado pedindo socorro. Paramos a viatura e vimos a senhora dentro do veículo. Chegamos lá e uma criança tinha acabado de nascer dentro do carro", disse.
"Conversamos com a senhora e ela disse que eram gêmeas. Comecei a fazer algumas manobras e cerca de cinco minutos depois o Corpo de Bombeiros chegou e a segunda criança não havia nascido", completou.
Borges disse que ficou tranquilo enquanto aguardava a chegada dos bombeiros. "Na nossa equipe temos o curso de primeiros socorros e sou farmacêutico de formação. Para mim foi bem mais tranquilo, o outro colega acionou os bombeiros, mas foi bem tranquilo", disse.
O sargento dos bombeiros afirmou que, assim que a segunda criança nasceu, a corporação verificou que ela não estava muito bem e levou a menina às pressas para o Hospital Regional de Sobradinho com escolta da polícia. "Ela já nasceu com certa dificuldade para respirar e não chorou. A gente estimulou, e ela não chorou", disse Campello. "Só na chegada ao hospital que ela foi chorar, mas mesmo assim com a respiração um pouco cansadinha."
Segundo Campello, apesar do susto, as duas crianças e a mãe passam bem. "Deslocamos para o hospital fazendo oxigenoterapia para oxigenar o sangue da segunda criança e quando chegamos no hospital ela abriu o olho", disse. "Agora ela está bem, colocamos no aquecedor e ela chorou bastante."
Além de Borges e Campello, participaram dos partos o policial rodoviário Adriano Barreto e os bombeiros César Felipe Alves, Poliana de Faria Sousa e Marcos Henrique Araújo.
Fonte: Globo

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.