Header Ads

NOVAS MÍDIAS: QUAIS SÃO E PARA O QUE SERVEM

Desde a época dos pombos-correio até os dias atuais a maneira de se comunicar e de se informar, chegando às notícias de perto e de longe assim como, o alcance dessas interações evolui bastante e hoje, já totalmente inseridos na era da tecnologia surgem cada vez mais novidades virtuais, que conectam todos a tudo. Meios esses, como os blogs ( contração no inglês “web log”) que significa, diário de rede e os vlogs (video blogs) uma variante dos próprios blogs porém, nessa versão o contudo principal de comunicação consiste em filmagens. O uso desse tipo de mídia começou discreto, e até desacreditado por volta de 1990, sem grandes incentivos ou pretensões de virem a se tornar como hoje são, uma grande fonte de conhecimento, notícias e informações.
A princípio, esses instrumentos eram usados como uma forma pessoal de comunicação de uma ou mais pessoas com o mundo, com temas geralmente de foro íntimo e particular compartilhando acontecimentos cotidianos, tal qual um diário. E só com o passar do tempo é que se pôde mensurar a força e a capacidade desse tipo de ferramenta, dados mostram que em 1999 eram menos de 50 e já no final do ano seguinte a estimativa era de poucos milhares, mas cerca de três anos depois os números saltaram para algo em torno de 3 milhões, e recentemente dados dão conta de que já são 112 milhões, sendo criados 120 mil novos blogs a cada dia. Hoje é chamada de mídia alternativa e até de mídia livre devido a alguns deles abordarem assuntos importantes da atualidade porém, também polêmicos, e acabarem por ser os blogueiros, desvinculados de governos e conveniências outras, os que tem a iniciativa e uma maior liberdade de mencionar tais questões que a maioria evita. E isso também geralmente se dá, pelo caráter ao mesmo tempo público no acesso e particular nas publicações que essas páginas, do tipo blogs e vlogs tem.
Atualmente os blogs e vlogs que fazem maior sucesso seguem um padrão básico, são direcionados a públicos específicos, chegando a serem especializados em um assunto, que pode variar de culinária, turismo e moda, à política, ciência e religião. Bem mais refinados, quase todos com um tom jornalístico, dando uma notoriedade e seriedade crescente aos conteúdos e seus idealizadores, há os que de fato são totalmente voltados à reportagens inclusive vindo a transforma-se em portais de notícias (sites) a medida que as visualizações aumentam. Com isso, tanto blogs quanto vlogs e alguns outros tipos de mídias digitais de compartilhamento de conteúdos, seja de informação, fotos, videos e até música, ultrapassaram os limites do lazer e se tornaram verdadeiros e rentáveis negócios. Com ganhos financeiros reais, há quem use essas ferramentas para projeção própria, publicidade de produtos e até como sua vocação e ofício principal.
Um desses blogs de grande visibilidade é o blog de Política local e nacional do Professor Francisco de Paula, o Professor Chico como é mais conhecido, que além de blogueiro e professor universitário é também formado em Jornalismo. Em entrevista, disse que o blogueiro ainda não é reconhecido como trabalhador pela sociedade, pois é visto com um pouco de desconfiança, principal em sua área, a de política e acredita que por isso também, não tenha ainda se tornado uma profissão regulamentada, mas afirma que: “Àqueles que desejam essa conquista devem ir produzindo seus conteúdos com seriedade dentro do seguimento para o qual são voltados, seja ele de política, moda, cultura ou qualquer um outro. Pois desse modo, esse instrumento acaba se tornando uma referência nos meios de comunicação alcançando o respeito da sociedade como um todo”.
Uma outra forma de oficializar e a cada dia ir estabelecendo a formalização desse trabalho, como profissão no âmbito de reconhecimento social, é a de com responsabilidade e equilíbrio cada vez mais os idealizadores e donos de vlogs e blogs se organizem em associações como a (ABBP) Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política a qual o professor Chico é Fundador Presidente. Já a nível de reconhecimento jurídico como relatou, existe por parte do Governo Federal o (MEI) Microempreendedor Individual onde o blogueiro pode se tornar um microempreendedor, registrando o blog ao qual criou no Ministério da Fazendo, obtendo um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e assim, transformando sua página em uma “empresinha”, podendo arrecadar até 60 mil reais por ano, livre de vários impostos pagando R$ 44,20 por mês. Um grande passo em direção a solidez desse setor, foi a conquista da criação de um dia reservado a comemorar a atividade que desempenham. Sim, eles tem uma data que os contemplam, dia 7 de Junho é oficialmente no Distrito Federal o DIA DO BLOGUEIRO.
Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.