Header Ads

BOMBEIROS GANHAM NOVOS UNIFORMES

As tradicionais capas azuis utilizadas pelos bombeiros do Distrito Federal nas ocorrências de incêndio estão com os dias contados. A roupa ganhou uma nova cor (bege gold) e mais proteção. Alguns uniformes já começaram a ser usados, mas a troca total vai ocorrer de forma gradual. A compra de 1.950 conjuntos (capa e calça) custou aos cofres públicos R$ 6,8 milhões, R$ 3,5 mil a unidade.

Resistência
Os novos uniformes resistem a até 700ºC e foram confeccionados sob medida com fibra natural. “São capas mais leves e seguras. As roupas antigas não colocam os militares em risco, mas elas serão substituídas aos poucos para acompanhar o avanço da tecnologia”, explicou o comandante-geral do CBMDF, Hamilton Santos.
A principal diferença entre o uniforme novo e o antigo é o tecido antichamas, que, além de ser mais resistente, deixa o bombeiro mais visível por conta das várias faixas refletivas fluorescentes. Elas permitem que os militares sejam facilmente localizados em caso de fumaça e em ocorrências em que haja pouca luminosidade. A previsão é de que mais 300 unidades sejam substituídas no segundo semestre de 2016.

Além de fornecer os uniformes, a empresa vencedora da licitação deve dar treinamento de manutenção preventiva sobre o uso da roupa. Todo o material vem acompanhado por manual do fabricante em português, com guia prático de lavagem, reparo, detecção de danos e outros cuidados necessários à preservação da segurança do usuário quando estiver utilizando o traje.
Desembolso
A compra faz parte de uma licitação maior, vencida por uma empresa da Áustria, a Texport, no valor total de R$ 16,8 milhões. Ao todo, serão trocados 4.411 uniformes. A concorrência internacional foi homologada em setembro do ano passado. Ao final do contrato, de 12 meses, cada conjunto vai custar, em média, R$ 3,8 mil.
Do total de uniformes, 100 serão utilizados por monitores. Para diferenciá-los, foram fabricados na cor vermelha.
O Metrópoles apurou em duas empresas nacionais que é possível encontrar roupas similares a partir de R$ 2,5 mil. Questionado, o comando da corporação esclareceu que o uniforme atende a exigências internacionais e conta com uma superproteção com camadas reforçadas por itens impermeáveis e aramida (fibra sintética leve e muito resistente).
A categoria dos bombeiros é uma das mais respeitadas pela população do Distrito Federal. Tem o direito e merece trabalhar com segurança e dignidade. E o governo tem a obrigação de garantir a proteção de seus servidores. Mas em época de crise econômica, é preciso estar muito atento para não queimar recursos públicos.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.