Header Ads

CORPO DE BOMBEIROS INCENTIVA PRÁTICAS ECOLÓGICAS

Corporação organizou competição para premiar o quartel que mais reduziu gastos com água, energia e resma de papel
"Ao sair, apague a luz e desligue o ar-condicionado". Mensagens como essas estão espalhadas pelo 1º Grupamento de Bombeiro Militar, próximo ao Palácio do Planalto. Os recados são ferramentas de conscientização usadas para chamar a atenção sobre questões ligadas ao meio ambiente. O quartel da Praça dos Três Poderes foi premiado pelo Corpo de Bombeiros por ter sido a unidade que mais economizou água, luz e papel no segundo semestre de 2015 – redução de 12,98% em relação à primeira metade do ano.

Para o subcomandante do grupamento, capitão Eduardo Freire, a redução só foi possível porque houve apoio dos 121 bombeiros do batalhão. De acordo com ele, os militares cooperaram com as iniciativas. "Um quartel de bombeiros funciona 24 horas por dia. É difícil controlar tudo o tempo todo. Para termos bons resultados, cada um precisa ajudar."
Além das práticas individuais, houve a substituição do papel para o Sistema Eletrônico de Informação para resolver assuntos administrativos e internos. Os militares também fazem o controle diário de gastos de energia no quartel. O objetivo é acompanhar o consumo para ter o controle sobre possíveis vazamentos. "Sempre tem alguém responsável por checar as informações. Quando há uma alteração, a gente analisa para descobrir o que pode ter causado", explicou Freire.
O major Francisco Roque está há 27 anos no quartel. Ele, que é um dos militares mais antigos do batalhão, disse que é perceptível a mudança de comportamento em relação ao meio ambiente comparado às outras décadas. "Agora, todos se empenham em reduzir gastos."
Prêmio
Essa foi a primeira vez que o Corpo de Bombeiros premiou uma unidade por ter reduzido o consumo. A corporação organizou uma competição entre os quartéis e comparou os gastos da própria unidade registrados a cada semestre dos últimos três anos. O efetivo de cada batalhão também foi considerado durante o levantamento.
Os critérios foram divididos em pesos diferentes. Redução de água e de esgoto em metros cúbicos valeu peso três; energia elétrica em quilowatt, dois, e papel por resmas, um. De acordo com os bombeiros, desde que foi anunciada a competição entre as unidades, houve redução média de 10% de gastos. Segundo a corporação, um quartel economizou 33% em energia elétrica. A unidade vencedora ganhou uma placa comemorativa e um selo de eficiência.
O prêmio faz parte da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), do Ministério do Meio Ambiente. A corporação de Brasília juntou-se a outras 246 instituições públicas de todo o País, que têm se mostrado preocupadas em adotar nova postura ambiental.
Unidades sustentáveis
Já é comum a preocupação do Corpo de Bombeiros em relação às necessidades ecológicas do planeta. Desde o ano passado, quartéis foram construídas voltadas à questão da sustentabilidade. De acordo com a corporação, a capacitação de uso de água da chuva, aquecimento solar e ventilação natural são itens que diferem as unidades.
Nesta segunda-feira (21), o 7º Grupamento de Bombeiros Militar, em Brazlândia, será inaugurado também atendendo aos princípios ecológicos. O quartel já funcionava no local, mas foi reformado neste ano para seguir os princípios de sustentabilidade ambiental.
Fonte: Agência Brasília


Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.