Header Ads

GOVERNO DECIDE REFORÇA POLICIAMENTO NAS RUAS E A CENTRAL 190

Depois de um início de ano marcado por casos de violência em vários pontos do Distrito Federal, inclusive no último fim de semana, chegou o momento de o governo colocar o assunto em pauta. De imediato, o GDF determinou que o policiamento na capital será reforçado com cerca de 600 militares nas ruas, e a Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade) da PM, que atende à população pelo 190, deverá ser aprimorada.
O governador Rodrigo Rollemberg, em reunião fechada com a cúpula da segurança pública local, debateu o problema. O encontro, que, segundo o assessor de Gestão Estratégica e Projetos da Secretaria de Segurança Pública, Haroldo Areal, estava previsto para acontecer independentemente das ocorrências do fim de semana, veio a calhar com o cenário. Ontem mesmo, uma mulher foi sequestrada por dois adolescentes, sendo um armado, em plena luz do dia, no Gama.

O crime aconteceu na Quadra 1 do Setor Sul. Os suspeitos roubaram o carro da vítima e a abandonaram na BR-040, próximo à Marinha. Pouco tempo depois, a dupla foi apreendida, e o caso registrado na 20ª Delegacia de Polícia (Gama). Na semana passada, a violência esteve duas vezes estampada na capa do JBr., uma delas após assaltos a famílias dos lagos Sul e Norte.
De acordo com Areal, a ideia inicial era tratar da reestruturação da Ciade e, consequentemente, ajustar o atendimento de emergência às vítimas de crimes. "Mas não teve jeito: os casos mais recentes também entraram na discussão", afirmou o assessor.
A reunião contou ainda com a presença da secretária de Segurança, Márcia de Alencar; do comandante-geral da PM, coronel Marcos Antônio Nunes; do diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba; e de representantes do Corpo de Bombeiros e do Departamento de Trânsito (Detran).
Realocação
Segundo Areal, ficou definido que, ainda esta semana, será criado um comitê executivo, cuja responsável será a Subsecretaria de Integração de Operações de Segurança (Siosp).
"Na prática, vamos deslocar policiais que trabalham na parte administrativa da secretaria para a Ciade. O número, ainda preliminar, é de 23 militares. Estamos focados em melhorar o atendimento do 190", ressaltou o assessor.
Crimes recentes assustam os brasilienses
Na madrugada de sábado, dois criminosos armados abordaram um morador que chegava pela garagem do Bloco K da 203 Sul. No apartamento, eles amarraram o rapaz, os pais e o porteiro. A dupla roubou objetos, dois carros e fugiu com a mulher para fazer saques em caixas eletrônicos. Ela foi deixada em Valparaíso (GO). A polícia não localizou os criminosos.
No domingo à tarde, duas mulheres tiveram o carro roubado ao lado do shopping Pier 21. Segundo a PM, elas foram abordadas por dois homens armados enquanto desciam para o estacionamento. Uma hora depois, o veículo foi localizado no Bloco P da 402 Sul.
Na tarde do mesmo dia, uma família, com uma criança, foi presa em um matagal após roubar um carro na Quadra 8 do Setor Norte de Brazlândia.
Em Águas Claras, na segunda- feira da semana passada, uma mulher levou um tiro no peito enquanto passeava com o cachorro na Rua 4 Norte. Segundo a PM, o suspeito anunciou o assalto, mas se assustou com o ataque do cão e atirou. A mulher não se feriu gravemente. Os criminosos estão foragidos.
No Lago Norte, um homem esfaqueou um menino de 12 anos, na madrugada do dia 6, após roubar a casa na QL 15. A família dormia quando o assaltante entrou, roubou objetos e atacou a criança. O menino passa bem. Não há informações sobre os suspeitos.
No mesmo dia, quatro homens mantiveram três pessoas reféns em um assalto a residência na QL 12 do Lago Sul, na Península dos Ministros. Enquanto os assaltantes recolhiam objetos, as vítimas ficaram trancadas no escritório. Os suspeitos fugiram. Não há informações sobre o paradeiro dos ladrões.
Unificação de dados
De acordo com o assessor de Gestão Estratégica e Projetos da Secretaria de Segurança Pública, Haroldo Areal, o sistema da Ciade está ultrapassado e também vai passar por mudanças.
"Vamos melhorar a plataforma e apostar no compartilhamento de dados. A ideia é que consigamos ter uma base de dados unificada, ou seja, que as informações de cada chamado sejam atualizadas e fiquem disponíveis a todos os que estiverem envolvidos com aquela ocorrência. Vale lembrar que isso é algo gradativo", completou.
Mandados
Areal destacou o esforço que a Polícia Civil se propôs a fazer para aumentar o cumprimento dos mandados de prisão. "Uma operação nesse sentido deve acontecer nos próximos dias", concluiu.
Dados otimistas”
Rodrigo Rollemberg (ao centro) avaliou o encontro como positivo: "Estamos analisando as medidas propostas pela Secretaria de Segurança. Já temos dados otimistas, como a redução de 17 homicídios neste ano, quando comparado com o mesmo período do ano passado.
Além disso, estamos intensificando o policiamento, e o comandante da PM está trocando o expediente administrativo alguns dias da semana e colocando todo o efetivo nas ruas. Quanto ao serviço do 190, vamos garantir maior agilidade para a população. Teremos mais possibilidades de socorrer as vítimas e prender os criminosos".


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.