Header Ads

GOVERNO MOBILIZA 5 MIL HOMENS DA SEGURANÇA, PARA ATO NA ESPLANADA.

Diferentemente do que ocorreu em 17 de abril, quando a Câmara dos Deputados votou a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), a Esplanada dos Ministérios deverá receber, nesta quarta-feira (11/5), um número quatro vezes menor de manifestantes. A expectativa da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) é que cerca de 20 mil pessoas ocupem a S1 e N1 para assistir de perto asessão extraordinária do Senado Federal que decidirá os rumos do processo de impedimento da petista.

Desde a madrugada desta quarta (11), as vias da Esplanada dos Ministérios foram bloqueadas. Por causa dessa medida de segurança, um verdadeiro nó se formou no trânsito da área central de Brasília. Por volta das 10h, havia retenção na L4 Norte, na L2 Norte e, ainda, na N2.
No total, 1.500 militares da PMDF estarão de prontidão. Além disso, 3.500 servidores de outros órgãos – Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Distrito Federal Detran-DF) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) – também participam do esquema de segurança.
A PMDF informou que 100 militantes favoráveis ao governo de Dilma estão concentrados no estacionamento do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Já no Parque da Cidade, 80 pessoas contrárias à presidente da República acampam no gramado próximo ao centro de recreação Ana Lídia.
Caravanas de todo o país começam a chegar no Distrito Federal pela BR-040. O Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRV) está abordando e monitorando os circulares que desembarcam na capital. Em um dos veículos, os policiais encontraram pedaços de madeira e canos com a frases “fora corruptos” e “juiz Moro, juiz da Globo”.
Os movimentos que querem o afastamento da petista deverão se deslocar para o lado direito da Esplanada por volta das 14h. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e diversos outras organizações sociais que apoiam a permanência do governo vão iniciar a caminhada em direção ao lado esquerdo do centro político do país a partir das 17h.
No último fim de semana, as autoridades brasilienses começaram a erguer o muro de metal que vai dividir novamente os manifestantes. A Secretaria de Segurança e Paz Social repetiu as medidas adotadas durante a votação do processo de abertura do impeachment, na Câmara dos Deputados.
A instalação da estrutura apresentou resultados positivos. Segundo balanço da própria secretaria, não houve qualquer confusão entre os dois grupos durante a votação, acompanhada por quase 80 mil pessoas na Esplanada.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.