Header Ads

PREVIDÊNCIA DE MILITARES FICA DE FORA DO DEBATE SOBRE REFORMA

Apesar de representar 44,8% do rombo na previdência dos servidores da União, a concessão de aposentadorias e pensões aos militares não faz parte, até agora, do debate sobre a reforma do setor.
No ano passado, o déficit previdenciário dos servidores públicos somou R$ 72,5 bilhões, um aumento de 8,37% sobre 2014. Desse total, R$ 35,5 bilhões se referem a pagamento de benefícios a civis; R$ 32,5 bilhões a militares e R$ 4,5 bilhões para outros. A União atende 945.262 aposentados e pensionistas, sendo que 299.044 são militares.

O debate da reforma da Previdência tem se concentrado na convergência gradual dos critérios de concessão de aposentadoria entre trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos. A ideia é fixar uma idade mínima para o INSS, por volta dos 65 anos, que é a média nos países da OCDE. A convergência gradual de regras de aposentadoria de homens e mulheres também está no debate. Hoje, governo e centrais sindicais voltam a se reunir para dar continuidade às negociações sobre o assunto.

Fonte: Valor Economico

Um comentário:

  1. nada de reajuste salarial das forças de segurança publica? BOMBEIRO TRAIDOR,

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.