TITULO

SUPLENTE SAI DA CADEIA E ASSUME CARGO DE DEPUTADO FEDERAL

Na política brasileira tudo pode acontecer. Tudo mesmo. Até um preso sair da cadeia e assumir uma cadeira no Congresso Nacional. Foi exatamente isso que ocorreu. Osmar Bertoldi, do Paraná, estava preso até a última quinta-feira, 27, na carceragem do Complexo Médico-Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Lá, ele passou oito meses encarcerado sob a acusação de lesão corporal, estupro e cárcere privado, entre outros crimes.
Entretanto, pouco menos de uma semana depois de ser solto, Bertoldi assumiu nesta terça-feira, 1º, o mandato de deputado federal pelo DEM do Paraná, na vaga do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), segundo informações do site Congresso em Foco.
Quem deu posse ao ex-presidiário foi o vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), em reunião que contou com a presença do líder do partido, Pauderney Avelino (AM).
Bertoldi tentava ocupar a vaga desde que Barros assumiu a Saúde, ainda em abril. Segundo o site, ele chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para trocar a penitenciária pela Câmara. Mas ele só poderia tomar posse se estivesse em liberdade, segundo o judiciário.
A vaga, até então, era ocupada era ocupada por outro suplente da chapa, Nelson Padovani (PSDB-PR).

Fonte: Guardian DF

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.