TITULO

MANIFESTANTES TENTAM FURAR BLOQUEIO DE SEGURANÇA E ENTRAM EM CONFRONTO COM A PM

O clima é de guerra na Esplanada dos Ministérios. Munidos de máscaras e mochilas, um grupo de manifestantes deixou a concentração no Museu da República, por volta das 17h desta terça-feira (13/12), e desceu rumo ao cordão de isolamento montado pela Polícia Militar em frente à Catedral. Há confronto entre manifestantes e os policiais.
As pessoas que desceram em direção ao museu iniciaram um enfrentamento contra os PMs, que reagiram com gás de pimenta e cassetetes. Os manifestantes recuaram e começaram a voltar para o Museu da República por volta das 17h23, mas bombas são lançadas dos dois lados.
A tropa de choque da PM avançou contra os manifestantes para que eles se afastem do cordão de isolamento. Há pelo menos um policial militar ferido no rosto. De acordo com a corporação, são cerca de 2 mil pessoas na Esplanada.
A exemplo do que ocorreu no último dia 29, alguns manifestantes estão promovendo atos de vandalismo na Esplanada. A parada de ônibus em frente à Biblioteca Nacional foi destruída. Neste momento, a PM avançou novamente sobre o grupo com bombas de efeito moral.
O helicóptero da PM dá suporte à operação dos policiais na Esplanada. Os manifestantes se concentraram no gramado em frente à Rodoviária do Plano Piloto. Eles entoam gritos de guerra como “O povo unido jamais será vencido”.

O trânsito na Esplanada está completamente fechado. Assustados, os passageiros da rodoviária do entorno começam a correr por conta do gás das bombas e de pimenta. Os manifestantes fecharam a S2, na altura do BRB e da rodoviária do entorno, usando sacos de lixo.
Os manifestantes protestam contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55, que limita os gastos públicos por 20 anos. O projeto foi aprovado nesta terça pelo Senado Federal, em segundo turno, e agora, precisa ser promulgado.


Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.