TITULO

SEM NOÇÃO: BOECHAT CRITICA PMs DO ESPÍRITO SANTO

Prezado senhor Jornalista Ricardo Boechat
Começo dizendo a vossa senhoria que palhaço é você! Você sim que se dirigiu aos milhares de policiais militares do país acobertado pelo manto da parcialidade e das polpudas verbas publicitárias pagas por governos corruptos e descompromissados, o qual também paga o seu salário.
Ao contrário do que você insanamente citou, estamos satisfeitos sim! Pois se não estivéssemos, com certeza a cadeira onde você senta essa sua bunda porca e o microfone onde suas palavras profanas são mencionadas todos os dias, já estaria vazia pela ação de criminosos que vocês insistem em defender e nós, implacavelmente, insistimos em combater, mesmo sem o reconhecimento dessa sociedade hipócrita e dessa mídia vendida.
Antes de mais nada, saiba que a sociedade da qual você faz questão de, hipocritamente, mencionar, nós, policiais e familiares também fazemos parte. A diferença entre nós e você é que em nossas mãos não temos um microfone e uma câmera diante de nós, pois caso contrário todos ouviriam e veriam a realidade que vivemos.
Será que você se esqueceu da ação indenizatória e da condenação a qual lhe foi imposta em setembro de 2013 no valor de 5 mil reais, quando você aproveitando-se do seu microfone na Band News chamou de idiotas soldados, cabos, sargentos, tenentes, capitães, majores e coronéis da Polícia Militar? Na nossa concepção, nobre jornalista, você cometeu um crime ao qual foi condenado e CONDENADO para nós não passa de um CRIMINOSO, portanto, BANDIDO!
Saiba, portanto, que a sociedade não morre só pelas mãos de bandidos com armas em punho. Ela também morre pela boca e ações de míseros pobres de espírito como você e de políticos, que plantados num assento de uma sala com ar condicionado desconhecem a realidade da população e, principalmente, daqueles que dão a própria vida para manter e preservar essa mesma sociedade.
.
Então, nobre jornalista, a mesma frase que você utilizou para nos atacar, que sirva para você “A porta da rua é a serventia da casa”, só que com uma diferença, você tem recursos e nós somos assalariados, míseros assalariados.
Então, prezado: “VÁ EMBORA DO PAÍS, PEGUE O BECO!”... Esses são os termos que, geralmente, utilizamos quando lidamos com bandidos!


Por Poliglota e Bombeiros DF

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.