TITULO

APÓS CINCO DIAS, BOMBEIROS ENCONTRAM CORPO DE HOMEM SOTERRADO EM CISTERNA


Resgate em cisterna no Morro da Cruz, região de São Sebastião – DF. O incidente ocorreu no sábado por volta das 15h (12/08). O senhor Raimundo Nonato dos Santos, de 53 anos, morador da região, instalava o manilhamento da cisterna, que é a proteção das paredes do buraco feito por moldes circulares de concreto, quando em determinado momento caiu na cisterna de aproximadamente 20 metros de profundidade.

O Corpo de bombeiros executou a primeira tentativa de salvamento, descendo um bombeiro por um sistema de cabos, porém ao chegar a certa profundidade a parede do buraco começou a desmoronar, situação que fez a guarnição desistir dessa abordagem. Foi solicitado recurso adicional, que somados aos militares que já trabalhavam no socorro, efetivaram outras aplicações de salvamento durante cerca de 7 horas, porém sem o resultado almejado. As atividades de resgate foram interrompidas às 22 horas de sábado, com o objetivo de traçar um novo planejamento em razão das situações adversas encontradas. No domingo, às 8h (13/08), os recursos foram mobilizados e aplicados de forma a perfazer, até hoje 17 de agosto, 117 horas de trabalho dentre o período de manutenção dos equipamentos, troca dos turnos e avaliação das atividades realizadas.



Nessa quinta-feira por volta das 19 horas, o corpo do senhor Raimundo foi localizado a uma profundidade de 15,25 metros, porém ainda soterrado.
A maior dificuldade encontrada pelos bombeiros é relacionada ao tipo de solo e do veio de água que esta alagando o buraco. Essa relação não esta permeando uma condição segura para que os militares escavem o solo sem o risco iminente de desbarrancamento. Essa circunstância de segurança é a principal preocupação nas ações do resgate e é avaliada a todo instante. Nesses últimos cinco dias a melhor estratégia foi cavar um platô de 11 metros que comportasse nossos recursos e diminuísse a massa de terra sobre o ponto do buraco, essa base foi cavada com a utilização de duas escavadeiras hidráulicas e uma trator de esteira cedidos pela Novacap e DER, intermediada pela Defesa Civil do DF. 

Após a localização do corpo de Raimundo, os bombeiros começaram a fazer uma escavação fina, contudo, por volta da 23h40 a manilha principal instalada para sustentação da parede do buraco deslocou por conta do aumento do volume hídrico do veio d’água, causando uma condição insegura para continuidade da escavação. Assim sendo o serviço foi direcionado para restabelecer uma forma segura de trabalho. Uma outra manilha foi colocada como o objetivo de pressionar todo o conjunto de manilhas, com o intuito de forçar a manilha principal para que volte a posição original. 
Depois do serviço realizado não foi possível verificar o posicionamento da peça principal, em razão da água ter enchido parte do buraco, não possibilitando a visualização. Novamente outra medida foi tomada como forma de solução, iniciando por volta das 2h da manhã o esgotamento do poço com a utilização de bombas. Como o esgotamento é lento, pois a vazão de entrada de água na madruga e grande, às 4 horas da manhã os militares começaram a preparar os materiais para recomeçar as ações diretas de escavação às 8h (18/08) com uma nova equipe de bombeiros. 
O início das atividades dessa sexta feira, perfaz nesse momento 127 horas de trabalho, com a utilização de cerca de 166 militares, dentre os diversos Grupamentos do CBMDF.
Com informações do CBMDF

Leia também: Câmara torna crime hediondo porte fuzis e armas de uso restrito

Um comentário:

  1. Excelente matéria, porém em momento algum citaram os demais órgãos envolvidos, como defesa civil,NOVACAP com a escavadeira hidráulica, pá mecânica e caminhão para retirada da terra, DER com a outra escavadeira hidráulica para também auxiliar na retirada de terra.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.