TITULO

CORPO DE BOMBEIROS RECEBE EQUIPAMENTOS DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS

Militares do Corpo de Bombeiros receberam 3 mil equipamentos de proteção individual e 21 viaturas para combate a incêndios florestais. A cerimônia de entrega ocorreu nesta segunda-feira (11), Dia do Cerrado, com a participação do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.
Foram investidos R$ 3,5 milhões em calças, coletes, botas e capacetes de material resistente ao calor e às chamas. Já as viaturas — do tipo Auto Rápido Florestal (ARF) — custaram R$ 3,2 milhões. Elas também têm capacidade de atender chamados em área urbana.

Os materiais são fundamentais no período de estiagem, de acordo com o governador de Brasília. “São quase quatro meses sem chuvas e vivemos o agravamento da crise hídrica. Sem dúvidas, eles vão contribuir para que o Corpo de Bombeiros possa prestar um serviço ainda melhor à população de Brasília”, disse Rollemberg.
O investimento foi feito com o orçamento da corporação e visa o atendimento mais rápido às ocorrências de incêndios. “O tempo de resposta é primordial para que a gente consiga chegar rapidamente ao local das ocorrências e, assim, evitar que se alastre ainda mais”, explicou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Hamilton dos Santos Esteve Júnior.
Para isso, segundo Esteves, é necessário prover a corporação de material e de tecnologia capazes de atender à demanda. “Temos sempre de fazer investimentos para que o Corpo de Bombeiros consiga combater o fogo”, conta.
O resultado das melhorias já pode ser percebido com o atendimento de mais casos de queimadas, de acordo com o comandante-geral. “Aumentamos em 98% o número de ocorrências de incêndios florestais. No entanto, o acréscimo de área queimada no DF foi de 20% em relação a agosto do ano passado”, comparou.
Na cerimônia foi feito ainda um minuto de silêncio em memória às vítimas dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.
Também participaram da entrega dos equipamentos e das viaturas o comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Marcos Antônio de Oliveira Nunes; e o secretário da Segurança Pública e da Paz Social, Edval Novaes.

Um comentário:

  1. Não vejo ninguém mais falar em redução de interstício... E AÍ??

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.