TITULO

CHUVA FORTE DANIFICA EMBARCAÇÕES E CAUSA PREJUÍZOS À BEIRA DO LAGO PARANOÁ

Por Ricardo Faria
Em estabelecimentos localizados à margem do Lago Paranoá, a manhã de quarta-feira (8/11) serviu para calcular os prejuízos causados pela tempestade que caiu nesta madrugada na capital do país. Nos arredores do Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES), do Setor de Clubes Esportivos Norte (SCEN) e do Setor de Hotéis e Turismo Norte, o que se observa são árvores caídas, estruturas de apoio a barcos arrancadas e embarcações danificadas. No Lake Side, por exemplo, alguns apartamentos foram tomados pela água. No Iate Clube de Brasília, a academia e as demais áreas de lazer também foram atingidas pelo temporal.
O gerente de manutenção do Lake Side Apart Hotel, Roberto Bonifácio, ainda não faz ideia do quanto será gasto para recuperar a estrutura danificada. Por lá, apartamentos foram inundados, lanchas levadas pela força do vento e coberturas de galpões acabaram por ceder. "Toda a área de lazer foi danificada. Os móveis que eram fixados por lá, acabaram arracados", contou.
A sala de reuniões usada para abrigar congressos e outros eventos teve os vidros totalmente quebrados. E o local continuava sem energia até o começo da tarde. A equipe do Lake Side conseguiu recuperar uma lancha arrastada para o Lago Paranoá. "Uma outra ainda está perdida. No momento, estamos tentando liberar os acessos tirando as árvores que caíram para que os moradores pelo menos tenham como entrar no estabelecimento", disse Bonifácio.
Lanchas e barcos virados
No Iate Clube, um dos mais tradicionais de Brasília, imagens obtidas pelo Correio mostram barcos e lanchas revirados. Também houve danos na estrutura da academia e na área de churrasqueiras. Pelo local, também ficaram espalhadas árvores que vieram ao chão com a força dos ventos.
A situação não é diferente no Clube do Vento, localizado no Trecho 2 do Setor de Clubes Esportivos Sul. Lá, píers usados no embarque e desembarque dos barcos foram danificados. Uma embarcação teve a lona totalmente retirada pelos ventos. Uma árvore foi arrancada do chão, com as raízes. "O prejuízo inicial é de pelo menos R$5 mil. A perda só não foi maior pelo fato de que as demais embarcações estavam amarradas. Não esperavámos ventos tão fortes", afirmou André Correa, dono do estabelecimento.


Ventos fortes
O temporal que caiu na madrugada, somado à intensidade das rajadas de ventos assustou os moradores do Distrito Federal. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou rajadas de até 50km/h, consideradas fortes, por volta de 1h. E o tempo deve permanecer fechado e muito chuvoso, prevê o órgão, que não descarta novas ventanias. A temperatura varia entre os 18°C e os 26°C durante o dia.
O meteorologista do Inmet Luiz Cavalcanti explica que essas rajadas fortes surgem rapidamente, o que dificulta a previsão. "Elas não são constantes, e a intensidade dos estragos depende muito de onde (o vento) acontece", descreve. O especialista alerta para os riscos de maiores danos em ventanias repentinas, como as que aconteceram nessa última noite. "Uma corrente de ar forte pode destelhar uma casa", exemplifica. Houve registro de destelhamento no Lago Norte na madrugada.
Volume de chuvas

Em apenas sete dias, novembro registrou mais chuvas do que durante todo outubro. Na manhã de terça-feira, o Inmet havia marcado índice acumulado de 30,5 milímetros nessa primeira semana. No mês passado, choveu apenas 25,4 milímetros. O instituto ainda prevê a manutenção do tempo chuvoso durante toda a semana, o que deve contribuir para uma elevação ainda maior da pluviosidade até o fim de novembro, cuja média esperada pelo Inmet é de 231 milímetros.
Fonte: Correio Braziliense
Leia também: VEÍCULO COLIDE COM POSTE NO FINAL DO EIXÃO SUL

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.