TITULO

JUSTIÇA DETERMINA QUE METRÔ OPERE COM 90% DA CAPACIDADE EM HORÁRIOS DE PICO

Por Gabriel Moll
O Tribunal Regional do Trabalho acatou o pedido da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) e determinou que, durante a greve dos empregados, o serviço opere com 90% da capacidade nos horários de pico — das 6 às 10 horas e das 16h30 às 20h30.
De acordo com a decisão do desembargador do trabalho Pedro Luís Vicentin Foltran, nos demais horários, a capacidade da frota e dos empregados em atividade deve ser de 60%. No domingo, devido às provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o metrô funcionará com 100% de sua frota e dos trabalhadores das 8h30 às 19 horas.
A multa por descumprimento da determinação é de R$ 100 mil por dia. A greve dos servidores do Metrô-DF foi anunciada para esta quinta-feira (9). A categoria reivindica reajuste salarial e contratação de funcionários aprovados no concurso de 2014.

Frota de ônibus será reforçada durante a greve

Com a paralisação dos servidores do metrô, a frota de ônibus de Brasília será reforçada nas regiões atendidas pelo sistema.
Serão colocados 67 veículos adicionais em Águas Claras (9), em Ceilândia (29), no Guará (2), em Taguatinga (4) e em Samambaia (23). Do total, 51 são articulados e 16, básicos, de acordo com o plano emergencial da Secretaria de Mobilidade.
As 26 linhas de ônibus do DF farão o percurso metroviário e o passageiro poderá usar o Bilhete Único para embarcar. “Vamos atender o usuário do metrô enquanto durar a greve”, reforça o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno.

De acordo com a secretaria, o Metrô-DF opera com cerca de 150 mil viagens diárias, nas quais cerca de 75 mil pessoas são atendidas.
Fonte: Agência Brasília
Leia também: COMISSÃO APROVA NA CÂMARA A PEC QUE PODE BLINDAR O BRASIL CONTRA A LEGALIZAÇÃO DO ABORTO

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.