GILSON ARAÚJO: UMA HISTÓRIA DE VIDA NO PARANOÁ, QUE DA ORGULHO DE ESCUTAR

Por Sergio Loros
O dia de hoje começou às 07:30 da manhã tomando café numa conveniência e já tratando de melhorias para Brasília e o Paranoá, Gilson Araújo tinha uma audiência marcada com Paulo Octávio às 09:30 e já estava aceso com seus projetos para apresentar ao empresário aonde foi tratado de outros vários assuntos que envolvem o Paranoá em sua infraestrutura.
Um dinamismo fora do comum, com uma disposição de assustar os jovens, a mesma vontade que faz todos os dias ao atender seu celular e ajudar o povo carente do Paranoá / Itapoâ.
Saímos dali por volta das 11:30 aonde fomos almoçar com amigos de sua pré-campanha na região de Samambaia / Santa Maria e Recanto das Emas, e o assunto era melhorias para o Distrito Federal e as regiões em questão.
Dali do almoço saímos em direção a sua casa para tratar de projetos e relembrar vários momentos com diversas autoridades da cúpula do DF sobre, Terceira Ponte, Núcleo Rural São Sebastião e sua criação, hoje São Sebastião e tantos outros assuntos.
Por volta das 15 horas já estávamos no Paranoá visitando lideranças das mais importantes da cidade, Gilson sempre contando sua história e mostrando detalhes da cidade, o Paranoá Velho de onde Gilson conseguiu tirar toda comunidade daquela localidade e trazendo para onde é hoje o Paranoá, que ele chama de o “Shopping Aberto”, logo após fomos a um encontro com pastores evangélicos seus fiéis amigos, depois correligionários nas quadras 08, 23, 29 e 32. Uma das frases que mais me marcou de um dos pastores fundadores da cidade neste momento foi: “Quem não vota em Gilson Araújo aqui no Paranoá, com certeza tem algum problema, pois ele foi o que conquistou nossa dignidade, onde tenho muita honra de ter aonde morar!..” muito emocionante.
Encerramos nossa visita as 17:30 fazendo uma visita ao Núcleo Rural Capoeira do Bálsamo aonde Gilson ficou de voltar amanhã para rever situações que acontece na região e que o mesmo já ficou de trazer soluções junto com comunidade da região com seus representantes comunitários.
Gilson Araújo, 71 anos, único representa da região junto a CLDF (1991 / 1994), ‘homem do povo como ele mesmo se intitula’, a história viva do Paranoá / Itapoã, que vai voltar em 2018 para sua cadeira na CLDF e que hoje foi mais que uma demonstração deste fato, mais sim, uma confirmação de seu trabalho junto à comunidade.
07 de Outubro e que abra as urnas!

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.