DF DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA AMBIENTAL

Por Maria Eugênia
A período de seca já começou. Pelo menos para o Governo do Distrito Federal (GDF). Decreto publicado na edição desta quinta-feira (19/4) do Diário Oficial, assinado pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB), estabelece estado de emergência ambiental no território brasiliense a partir deste mês até novembro de 2018.
Os órgãos que integram o Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do DF, entre eles o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), deverão adotar no âmbito de suas competências medidas necessárias para prevenir e minimizar ocorrências e efeitos dos incêndios florestais.
Com isso, essas instituições estão livres para fazer contratos emergenciais, ou seja, sem licitação. Poderão, ainda, reforçar o time de servidores e aumentar a jornada de trabalho, com pagamento de horas extras.
Segundo dados do Grupamento de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros, a área queimada no Distrito Federal em 2017 – 15.996,59 hectares – foi maior do que nos últimos dois anos: 15.811,99 em 2016 e 12.665,08 em 2015.
O número de ocorrências registradas também aumentou. Foram 9.970 em 2017; 6.944 em 2016; e 5.229 no ano anterior.
Por causa da seca intensa, os meses de julho a outubro apresentaram os maiores números de hectares queimados e de registros de ocorrências.
Fonte: Metrópoles
Leia também: CBMDF NO CONSELHO NACIONAL DO COMANDANTES GERAIS

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.