A FARSA DA BOMBA DO BOLSONARO NO EXÉRCITO


Em  setembro de 1986, o então Capitão do Exército Brasileiro concedeu entrevista à Revista Veja reclamando dos baixos salários das Forças Armadas, ficou 15 dias preso no quartel pela iniciativa, desde então, passou a ser investigado pela cúpula da Força, sendo acusado por alguns, de ter elaborado plano de explodir um duto do Rio Guandú e uma varredura regressa (5 anos para trás da entrevista) em sua vida profissional e pessoal, entretanto, o Superior Tribunal Militar (STM) o ABSOLVEU depois de longo processo e comprovação de EXAMES GRAFOTÉCNICOS que ISENTARAM Bolsonaro de ter DESENHADO tal plano, BEM COMO NADA FOI ENCONTRADO QUE PUDESSE DESABONAR SUA CARREIRA OU PARTICULARIDADE. A maior prova contra esta falácia é que Jair hoje continua sendo Capitão da Reserva do Exército Brasileiro.
Fonte: JairBolsonaro.com.br

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.