NOVO PRESIDENTE INTERINO DA VENEZUELA É RECONHECIDO PELO BRASIL E EUA


Por Luciano Coelho
O deputado de 35 anos é o presidente da Assembleia Nacional e um opositor do ditador Nicolás Maduro
O governo brasileiro reconheceu nesta quarta-feira (23) o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como o novo presidente interino do país. Os Estados Unidos e outros nove países também tomaram medida semelhante.
A decisão aconteceu pouco depois do próprio Guaidó se autoproclamar presidente durante uma manifestação que reuniu milhares de pessoas em Caracas para protestar contra o ditador Nicolás Maduro.

"O Brasil decidiu reconhecer Juan Guaidó presidente da Venezuela e dará todo o apoio à transição democrática", declarou o presidente Jair Bolsonaro em Davos, na Suíça, onde está para participar do Fórum Econômico Mundial.
O Brasil apoiará politica e economicamente o processo de transição para que a democracia e a paz voltem à Venezuela”, completou ele nas redes sociais. Em comunicado, o Itamaraty já trata Guaidó como "presidente encarregado" da Venezuela.
O brasileiro estava ao lado do presidente da Colômbia, Iván Duque, da vice-presidente do Peru, Mercedes Aráoz, e da chanceler do Canadá, Chrystia Freeland. Antes do anúncio, Bolsonaro e Duque passaram cerca de uma hora e meia reunidos com os presidentes do Equador, Lenín Moreno, e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada.
No total, 11 países reconheceram Guaidó como presidente interino da Venezuela, sendo que os Estados Unidos foram os primeiros. Depois, seis países tomaram a atitude conjuntamente: Brasil, Canadá, Peru, Equador, Colômbia e Costa Rica.
Posteriormente, os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, da Argentina, Mauricio Macri, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, também reconheceram o deputado como novo mandatário, seguidos pela Guatemala.
Em comunicado, o presidente americano Donald Trump afirmou ainda que usará "todo o peso do poder econômico e diplomático dos Estados Unidos para pressionar pelo restabelecimento da democracia venezuelana".
Ele também não descartou tomar novas ações contra o regime. "Nós não estamos considerando nada, mas todas as opções estão na mesa", disse o americano ao ser questionado se pensa em mandar tropas para a Venezuela.
O secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), Luis Almagro, também divulgou uma mensagem de reconhecimento e felicitação a Guaidó. "Tem todo nosso reconhecimento para impulsionar o retorno do país à democracia", postou nas redes sociais.
Em nota, a União Europeia disse que acompanha com atenção a situação na Venezuela, mas o bloco não se posicionou sobre Guaidó.
O governo brasileiro já tinha anunciado que não reconhecia a legitimidade do novo mandato de Maduro, que tomou posse no início do ano. Ele tinha sido reeleito em maio, em uma votação que ficou marcada por fraudes e por denúncias da oposição.
Na terça (22), o chanceler brasileiro Ernesto Araújo chegou a se referir ao ditador como "ex-presidente" e já tinha elogiado Guaidó, um deputado de 35 anos que comanda a Assembleia Nacional desde o início de 2019.
O governo brasileiro já tinha demonstrado, inclusive, que estava disposto a apoiar uma mudança de regime para restituir a democracia na Venezuela, desde que pela via institucional. Mas decidiu esperar o protesto desta quarta exatamente para aguardar como seria a reação popular ao nome de Guaidó.
O Brasil também tem mantido contato com a oposição venezuelana para estudar o melhor caminho de apoio.
Apesar do apoio no exterior, porém, a Assembleia Nacional, de maioria opositora, na prática não tem força para impor o nome de Guaidó ao regime. Em 2017, Maduro repassou a maior parte dos poderes da Casa para a Constituinte, formada exclusivamente por chavistas.
Fonte: Folha de São Paulo
Leia também: KOMBI DA CAESB PEGA FOGO NO SIA

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.