An-BLmwr-Imgur-1

INVERSÃO DE FAIXA NA EPTG COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA


Mudanças têm como meta reduzir em até 30 minutos o tempo de viagem no transporte coletivo
Com a intenção de desafogar o trânsito, o Governo do Distrito Federal inicia na próxima segunda-feira (18) a Operação EPTG, via pela qual circulam diariamente cerca de 120 mil veículos. A ideia é diminuir em até 30 minutos o tempo de viagem no transporte coletivo e aumentar em 20% a fluidez.
Serão várias mudanças no trânsito. Os ônibus que vão no sentido Plano Piloto passarão a usar a faixa reversa, e os demais veículos poderão usar a via que hoje é exclusiva dos ônibus. Essa alteração vale em dias úteis e nos seguintes horários: das 6h às 9h e das 17h30 às 19h45.
Os ônibus passarão a usar a faixa reversa, e os demais veículos poderão usar a via que hoje é exclusiva dos ônibus. Essa alteração vale em dias úteis e nos seguintes horários: das 6h às 9h e das 17h30 às 19h45.
Fora desses horários, a regra para utilização da EPTG e da faixa exclusiva é a mesma que ocorre hoje. Podem utilizar as faixas exclusivas os transportes escolares, táxis, ambulâncias, carros oficiais e ônibus com linhas semiexpressa que não precisam parar ao longo da EPTG”, explica o secretário de Transporte e Mobilidade do DF, Valter Casimiro.
A ação tem caráter provisório e está sendo implementada pela Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF (Semob), do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) e do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans). A intenção é que a mudança dure até que seja implantado o sistema BRT definitivamente na EPTG, com as paradas no canteiro central da rodovia e uso dos ônibus que têm porta do lado esquerdo.
Valter Casimiro esclarece que a faixa exclusiva de ônibus na EPTG, construída em 2010, nunca foi utilizada da forma correta, porque as empresas ainda não adquiriram ônibus com portas também do lado esquerda.
A orientação prevê a compra pelas companhias de 309 ônibus com a porta nessa configuração. “Já estava previsto no edital de licitação que as empresas são obrigadas a disponibilizar os equipamentos necessários para a operação das vias conforme foram planejadas. A intenção é que no prazo de um ano [os ônibus] sejam adquiridos e possam funcionar da forma que foi planejada a EPTG”, explica Casimiro. Três empresas operam no trecho: a Marechal, com 56 veículos; a Urbi, com 42; e a São José, com 211.
Passageiros
Os passageiros devem ficar atentos às mudanças, pois, nesses horários em que os ônibus estiverem passando pela faixa invertida, embarque e desembarque serão feitos no canteiro central da EPTG, ao lado da faixa reversa. As linhas afetadas pela mudança podem ser consultadas pelo site do DFTrans e também em cartazes afixados nas paradas e nos ônibus.
Nossa preocupação maior é em relação a segurança. Por isso é importante que a população utilize a passarela para evitar acidentes. Todos devem ter consciência de que passarela é o ponto mais seguro para buscar o ônibus”, diz o diretor-geral do DFTrans, coronel Josias Seabra.
Sinalização
Para viabilizar a operação, o DER/DF está finalizando a sinalização dos 12,6 km das faixas exclusivas por meio de cones fixos e placas em ambos os lados.
VEJA NO QUADRO
Das 6h às 9h – a faixa será reversa no sentido Taguatinga/Plano Piloto (onde o fluxo é intenso. Apenas as linhas de ônibus com destino ao Plano Piloto trafegarão na faixa exclusiva, no sentido reverso.
Das 17h30 às 19h45 – a faixa será reversa no sentido Plano Piloto/Taguatinga. Apenas as linhas de ônibus com origem no Plano Piloto trafegarão na faixa exclusiva, no sentido reverso.
No horário de pico, todos os carros poderão utilizar a faixa exclusiva no sentido do fluxo
Fora do horário de pico, apenas as linhas semiexpressas, transporte escolar, táxis, ambulâncias, carros oficiais e outros autorizados pelo poder público é que poderão utilizar a faixa exclusiva.
No horário entrepico, as linhas de ônibus, com exceção das linhas semiexpressas, voltam a trafegar nas marginais. – ou seja, as linhas que utilizaram a faixa reversa no horário de pico voltam para via marginal.
Já as linhas de ônibus que trafegam pela EPTG e que possuem destino intermediário (por exemplo Águas Claras, Vicente Pires, Guará e outros destinos) continuam trafegando nas marginais.
* Com informações do DER/DF

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.