.

GDF PRETENDE CONSTRUIR MAIS UMA UNIDADE DO HOSPITAL DA CRIANÇA


A ideia do governador Ibaneis Rocha é fazer o hospital na Ceilândia, em um terreno ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.
O Governo do Distrito Federal (GDF) vai assinar um protocolo de intenções com a Organização Mundial da Família, a Wold Family Organization, para a construção de mais uma unidade do Hospital da Criança em Brasília. A ideia do governador Ibaneis Rocha é fazer o hospital na Ceilândia, em um terreno ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. A nova unidade será especializada em Pediatria Geral e não em Oncologia, como acontece no Hospital da Criança de Brasília José Alencar.
O assunto foi tratado na manhã desta quarta-feira pelo governador e a presidente da Organização, Deisi Kusztra. Na reunião, Ibaneis explicou que o Hospital Materno Infantil (HMIB) e o Hospital da Criança não são suficientes para atender toda a demanda do DF. “A população que atendemos não é só do Distrito Federal. Somos procurados pela população do Norte, Nordeste e do Entorno. Em Ceilândia a gente pega toda a população de Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto, Padre Bernardo. Seria um hospital para atender a região toda”, disse.
A Organização Mundial da Família vai elaborar o projeto arquitetônico do hospital e o governador vai buscar verbas junto ao Ministério da Saúde e de emendas parlamentares, tanto de deputados do DF quanto de Goiás. O terreno onde o governador pretende construir o hospital pertence à Terracap e seria doado ao GDF. “Esse terreno fica perto do Sol Nascente, o bairro mais pobre dessa cidade. Vamos atender a comunidade carente, quem de fato precisa”, afirmou o governador.
A intenção é fazer um hospital nos moldes do Hospital da Criança de Maringá, que está sendo construído no município paranaense graças a uma parceria da Organização Mundial da Família, a Prefeitura de Maringá, o Governo do Paraná e o Ministério da Saúde. Com 24,2 mil m² de área construída, o hospital custará R$ 125 milhões e terá 164 leitos de internação, UTI Neonatal e Infantil, Hospital Dia, Centro de Especialidades, Centro de Imagem, Laboratório, Farmácia, Centro de Esterilização de Materiais, Administração, Serviço de Nutrição, Serviço de Hotelaria Hospitalar, Centro de Ensino e Pesquisas de Doenças Raras da Criança e Casas de Apoio à Sistemas.
A construção do Hospital da Criança de Maringá está prevista para durar apenas 11 meses. O sistema de construção será baseado em blocos prontos, modelo usado nos Estados Unidos. Para isto, a Organização Mundial da Família faz a importação, nacionalização e transporte, montagem da superestrutura física com todos os seus acabamentos e estruturas de apoio. Segundo Deisi Kusztra, além de rápido, o modelo custa um terço do valor do metro quadrado do sistema convencional de construção.
O governador Ibaneis também pretende fazer parceria com a Organização Mundial da Família para a construção de cinco creches no DF ano que vem para atender 180 crianças cada uma. As creches seriam construídas na Estrutural, São Sebastião, Paranoá, Itapoã e Sol Nascente.
Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.