.

REFORMA ADINISTRATIVA É APROVADA NA CÂMARA


Após uma série de idas e vindas, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (22) a medida provisória 870, que trata da reestruturação dos ministérios na gestão Jair Bolsonaro (PSL). Os deputados votam agora os destaques (alterações) da proposta.
Para que não perca a validade, a proposição, editada em janeiro, precisa passar pelo plenário do Senado Federal até 3 de junho. Caso isso não ocorra, a estrutura administrativa do governo volta aos moldes da gestão Michel Temer (MDB), ampliando o número de ministérios dos atuais 22 para 29.
A recriação das pastas das Cidades e Integração Nacional, fruto de acordo durante a tramitação da medida em comissão mista, porém, ficou de fora da versão final em meio aos recentes atritos entre governo e parlamento.
Às vésperas da realização de atos de rua pró-governo, deputados do "centrão" fecharam um acordo com o presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para retirar os itens do texto. O acordo também envolveu o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
Além da reforma administrativa, uma série de medidas provisórias correm o risco de caducar por falta de acordo no parlamento. É o caso da MP 871, que tem por objetivo combater fraudes na concessão de benefícios do INSS e é tratada como um dos pilares da reforma da Previdência.
Fonte: Info Money

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.