SOB NOVO RISCO DE DESABAMENTO, PARTE DA RODOVIÁRIA SERÁ INTERDITADA


 Laudos técnicos emitidos por órgãos como o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil detectaram fissuras irreversíveis na estrutura
Por Lilian Tahan
O governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou, nesta quarta-feira (26/06/2019), o fechamento da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto. A intervenção ocorrerá para evitar o desabamento da estrutura. Laudos técnicos detectaram fissuras irreversíveis.
A licitação para a reconstrução do local já está na rua e a previsão é de que a área seja liberada em até 90 dias. A saída norte/sul será totalmente interditada. Já na saída sul/norte, veículos pesados ficam impedidos de circular.
O risco de desabamento iminente não nos deixa alternativa. Vamos fazer todo o esforço para que os transtornos sejam os menores possíveis e a reabertura ocorra rapidamente”, afirmou Ibaneis.
Segundo nota técnica da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), ao longo dos últimos meses, “diversas manifestações patológicas” foram identificadas na estrutura da rodoviária, sendo que algumas fissuras apresentaram crescimento acentuado recentemente.
Algumas foram classificadas como críticas e verificou-se que as fissuras estruturais são as de maior relevância e podem trazer maior risco à segurança estrutural da Rodoviária, inclusive com risco de colapso estrutural/desabamento, exigindo ações imediatas”, diz trecho do documento.
Ainda de acordo com a Novacap, foram identificados, na laje de cobertura da plataforma inferior, “o rompimento de cabos de protensão de longarinas por corrosão, movimentação anormal com abertura de frestas em vigas de encabeçamento do caixão perdido da plataforma superior, problemas de infiltração, problemas com estrutura do reservatório de incêndio, corrosão nos guarda-corpos dos viadutos, fissuras de vigas e lajes”, entre outros problemas.
A companhia ressalta ainda que o fluxo acima de 700 mil pessoas por dia dificulta qualquer tipo de ação preventiva ou corretiva sem causar transtornos à operação do terminal. “Hoje, a Rodoviária já se encontra em obras, com contrato de recuperação e revitalização sob responsabilidade da empresa Concrepoxi e fiscalização da Novacap”, acrescenta.

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.