ENQUANTO O POVO CORRE ATRÁS DE EMPREGO, CLDF TORRA MEIO MILHÃO COM PRIVILÉGIOS

Cerca de 320 mil cidadãos contribuintes seguem desempregados no Distrito Federal, mas continuam bancando a vida de privilégios da maioria dos deputados distritais da Câmara Legislativa.
No primeiro semestre desse ano a Casa Legislativa torrou mais de meio milhão de reais com privilégios como: aluguéis de veículos e imóveis para escritórios, além de compra de combustíveis. Um tapa na cara de um exército de desempregados que paga impostos mesmo passando fome.
Apesar da rejeição popular sobre o uso de verba indenizatória, no entanto, não há iniciativa dos representantes do povo para acabar com a farra que sangra o dinheiro público. Dos 24 deputados, nove, não fazem uso dos R$ 15 mil disponível por mês para gastar com o que quiser já que não há uma regra estabelecida.
Jaqueline Silva resolveu abrir mão de vez do privilégio. Isso aconteceu, após ter sido flagrada na porta de uma academia, descendo da Haylux de luxo, cor de rosa que fora alugada por R$5.000 com o dinheiro da verba indenizatória.
Conforme o demonstrativo do mês de junho divulgado pela Câmara, a parlamentar não fez uso do dinheiro.
Já o deputado sindicalista Jorge Viana continua no topo da gastança do dinheiro público. No demonstrativo do mês de junho Viana fez um gasto de R$ 15.043,73.
Entre as despesas feitas pelo deputado estão R$2.443,73 com a compra de combustível para abastecer o carro alugado por R$3.800,00 por mês.
Dos 24 deputados seis deles não fizeram uso da verba indenizatória este ano: Agaciel Maia, Cláudio Abrantes, Professor Veras, Eduardo Pedrosa, Julia Lucy e Leandro Grass.
Dos 18 restantes, Valdelino Barcelos, Robério Negreiros e Jaqueline Silva deixaram de usar a verba disponível no mês de junho. Os 15 não perdoaram: meteram a mão na verba sem dó e piedade. Misericórdia!
Janeiro: R$57.276,19
Fevereiro: R$88.510,52
Março: 106.235,66
Abril:R$139.380,70
Maio: R$134.234,72
Junho: R$ 120.381,67
Total: R$646,019,46
Para quem andava de carro próprio ou de ônibus antes de ser deputado ou deputada, a chamada verba indenizatória virou uma mamata  difícil da maioria abrir mão da teta.
Nas últimas duas semanas o Radar-DF consultou quatro parlamentares em caráter individual, sugerindo que fosse feito um projeto de resolução que obrigasse a identificação de carros e imóveis locados à serviço da Casa Legislativa.
No Poder Executivo a regra já existe desde abril de 2011, regida pelo Decreto nº 32.880 que dispõe sobre o uso, aquisição, locação e cessão de veículos oficiais no âmbito do Poder Executivo do Distrito Federal.
No entanto, até o momento, nenhum deputado ou deputada se aventurou na iniciativa que daria mais transparência no uso da famigerada verba indenizatória.
Carros alugados com os recursos do Tesouro do DF vão continuar sem identificação e usados pelas suas Excelências até mesmo em lugares inapropriados. Um escracho a população.


Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.