BOLSONARO QUER EXCLUDENTE DE ILICITUDE EM GARANTIA DA LEI E DA ORDEM


Chefe do Executivo destacou que se projeto de lei não passar, não assinará novas ações de Garantia da Lei e da Ordem.
O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o governo enviará, nesta quarta-feira (20), ao Congresso Nacional um projeto de lei que estabelece o excludente de ilicitude para militares das Forças Armadas, policiais federais e militares que estejam atuando em ações de Garantia da Lei e da Ordem, as chamadas GLOs.
Bolsonaro declarou:
Não será só para o militar não. Está aqui um major do meu lado. Se estivesse lá no Rio de Janeiro, poderia estar em uma GLO. Há um imprevisto. É justo submetê-lo a uma auditoria militar e a 12 ou 15 anos de cadeia? Tem que ter um responsável. O responsável sou eu.”
O presidente terá uma reunião ainda na manhã de hoje com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, para fechar detalhes da proposta antes de ser enviada à Câmara dos Deputados.
De acordo com o site Metrópoles, Bolsonaro disse ainda que se o Congresso não aprovar a medida, ele não assinará mais GLOs:
Se o Congresso não aprovar, não tem problema. Eu não assino mais GLO. A não ser que seja de interesse do governo.”
Fonte: Renova Mídia

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.