DEMANDAS DE PLANALTINA ENCAMINHADAS VIA CLDF CHEGAM AO BURITI


Para Rafael Prudente, a ausência de representantes da CEB “desrespeitou a população de Planaltina e o Legislativo local” e, por isso, ele registrou “repúdio”
Durante a segunda sessão itinerante consecutiva da Câmara Legislativa em Planaltina, nesta quarta-feira (20), secretários, diretores e outros gestores de órgãos públicos do Distrito Federal responderam aos questionamentos da comunidade encaminhados ao GDF após a sessão ordinária realizada ontem naquela localidade. A ausência de representantes da CEB, empresa à qual foi destinada uma lista de solicitações, foi criticada pelo presidente da Casa, deputado Rafael Prudente (MDB).
Para o parlamentar, a estatal “desrespeitou a população de Planaltina e o Legislativo local” e, por isso, ele registrou “repúdio”. Aos demais secretários e dirigentes de órgãos públicos que compareceram à sessão – atividade do projeto “Câmara Mais Perto de Você –, Prudente dirigiu elogios e agradecimentos. Entretanto, também inquiriu os representantes do GDF, reforçando as demandas comunitárias. O distrital estimulou ainda o diálogo direto entre as autoridades e os líderes comunitários presentes para facilitar o encaminhamento de questões mais específicas. E anunciou a apresentação de emenda destinando recursos para o Hospital de Planaltina, “maior demanda da população”.
A maioria das reivindicações apontadas na primeira sessão da CLDF em Planaltina foi tema de pronunciamentos dos representantes do GDF. O diretor de Edificações da Novacap, Francisco Ramos, por exemplo, tratou de pedidos como a restauração de quadras poliesportivas e da instalação de parquinhos na cidade. Por sua vez, a Secretaria de Saúde prestou contas sobre a destinação emergencial de R$ 1 milhão para a recuperação das instalações sob a responsabilidade da pasta naquela localidade.
Entre os titulares das secretarias presentes, o secretário de Educação, João Pedro Ferraz dos Passos, reconheceu os problemas apontados pelos moradores, mas não anunciou o início de obras demandadas, como a reconstrução de escola em Mestre D´Armas. Contudo, anunciou a criação do “Cartão Creche”, que deverá diminuir a pressão por esses equipamentos, e disse que o ensino de música solicitado pela comunidade, vai “virar prioridade da pasta”. Já o secretário de Esporte, Leandro Cruz, afirmou que irá aumentar em 25% o número de atendimentos pelo Centro Olímpico de Planaltina.
Os problemas das linhas que ligam o Vale do Amanhecer ao Plano Piloto foram tema do secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro Silveira, que abordou este entre outros assuntos. Ele informou que “voltarão as linhas diretas, sem realizar paradas em Planaltina”. Enquanto o secretário de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras, destacou que parte das ações da pasta é ir diretamente até o local onde as demandas estão sendo apresentadas e buscar soluções o mais rapidamente possível.
Também trataram dos pedidos dos moradores de Planaltina, representantes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab); Secretaria de Habitação; de Desenvolvimento Urbano; de Desenvolvimento Social; além da pasta de Cultura e do Detran. Também acompanhou os trabalhos dos deputados distritais naquela localidade, o primeiro presidente da Câmara Legislativa, Salviano Guimarães, morador histórico da cidade.
Deputados – Terminada a parte da sessão destinada às manifestações do GDF, vários deputados distritais dirigiram-se à população de Planaltina. João Cardoso (Avante) lembrou ao governador a necessidade de criar uma nova Região Administrativa naquela área. Na análise dele, a saída norte do Distrito Federal encontra-se abandonada. Jorge Vianna (Podemos) destacou que todos os distritais receberam uma lista contendo o nome dos autores e as solicitações, medida que, na visão dele, pode facilitar o encaminhamento dos pedidos que não foram abordados durante a sessão itinerante.
Deputado Cláudio Abrantes, morador de Planaltina
A deputada Júlia Lucy (Novo) reclamou da dificuldade de execução das emendas parlamentares pelo Poder Executivo e leu carta de uma assistente social de Planaltina denunciando as condições de atendimento aos idosos na cidade. Por sua vez, o deputado Chico Vigilante (PT), que presidiu parte da sessão, garantiu aos moradores que a Câmara Legislativa não somente enviou as reivindicações da população ao GDF como irá cobrar das autoridades a realização das obras solicitadas. Antes, o deputado Cláudio Abrantes (PDT) havia salientado que Planaltina, aos 160 anos oficiais de existência e contando com mais de 200 mil habitantes, não possui nenhum leito de UTI.

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.