MINISTRO SÉRGIO MORO COGITA FEDERALIZAR CASO MARIELLE


Por paulo eneas
O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, cogita da possibilidade de federalizar a investigação do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes. O ministro fez esta afirmação nesta sexta-feira (01/11) durante sua participação em um evento em Curitiba (PR).
Segundo Sérgio Moro, houve tentativa de obstrução da justiça no processo, além de uma falsa referência ao nome do Presidente da República, o que levou a Polícia Federal a entrar no caso. O ministro informou haver um pedido de federalização das investigações do crime junto ao Superior Tribunal de Justiça.
A federalização passaria o caso integralmente para alçada da Justiça Federal, e as investigações seriam então assumidas pela Polícia Federal, saindo assim das mãos da polícia civil e da justiça cariocas.
Se esta federalização ocorrer, a decisão estará em linha com o que foi proposto pleo Crítica Nacional em editorial intitulado Rede Globo: A Hiena Prateada Contra Toda Uma Nação, publicado em 30/10. Em trecho deste editorial, afirmamos:
O caso Marielle Franco necessita ser urgentemente federalizado, na forma da lei. No início desta tarde, o Ministro Sérgio Moro emitiu documento com providências nesse sentido, e mais tarde traremos mais informações a respeito. Pois resta evidente que as investigações estão sendo comprometidas por conta da intenção deliberada da esquerda de utilizar esse crime como instrumento de guerra política, em total desrespeito à vítima e a seus familiares.
Se esta federalização de fato ocorrer, terá sido em nosso entender a decisão mais acertada, pois possibilitará que os autores e mandantes do crime sejam de fato identificados e punidos, encerrando assim de vez o uso político abjeto e desumano que a esquerda vem fazendo desse homicídio que vitimou um dos seus.
Fonte: Crítica Nacional


Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.