PRESIDENTE ELEITO NA ARGENTINA QUER LEGALIZAR O ABORTO


A posse de Fernández acontecerá no dia 10 de dezembro. Bolsonaro confirmou que não participará do evento.
Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina, afirmou que enviará ao Congresso “o quanto antes” um projeto de lei para a legalização do aborto no país. 
Em uma entrevista ao jornal local Pagina 12, Fernández destacou que o aborto é uma questão de saúde pública:
Não depende apenas de mim, mas sou um ativista para acabar com a criminalização do aborto.”
A lei argentina permite o aborto no caso de estupro, quando a mãe é deficiente mental ou se houver risco sério para sua saúde. 
A pena prevista para qualquer outro motivo é de até quatro anos de prisão, informa o jornal Gazeta do Povo.
Fonte: Renova Mídia


Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.