MINISTRO JORGE OLIVEIRA EM ROTA DE COLISÃO COM GENERAL HELENO


por paulo eneas
A desastrosa entrevista do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge de Oliveira, coloca-o em rota de colisão com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Augusto Heleno. Ao final do dia de ontem (23/01) o General Heleno fez uma série de tweets magistrais, desmontando a narrativa mentirosa da grande imprensa a respeito da suposta divisão do Ministério da Justiça e da Segurança Pública.
O chefe do GSI fez o que nenhum assessor político mais próximo do presidente, como o próprio Jorge de Oliveira, teve competência para fazer: desmentir a grande imprensa em mais uma de suas tentativas de plantar um conflito inexistente entre o Ministro Sérgio Moro e o Presidente Bolsonaro. Ocorre que Jorge de Oliveira, algumas horas mais tarde, em vez de ajudar resolveu literalmente atrapalhar.
Em entrevista na noite de ontem à Globo News, o ministro afirmou que havia estudos para a divisão do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, envolvendo inclusive a transferência da Polícia Federal. A entrevista desastrosa do ministro significou na prática, desautorizar o que o próprio General Heleno havia falado mais cedo, e está em contradição com a negativa enfática dada hoje (24/01) pela manhã pelo Presidente Bolsonaro.
A única conclusão que pode ser tirada da entrevista do Ministro Jorge de Oliveira é a de que ou ele, ou o General Heleno, estão faltando com a verdade. E de nossa parte, não há qualquer sombra de dúvida quanto ao compromisso do General Heleno com a verdade e da sua lealdade ao Presidente Bolsonaro.
Cabe portanto perguntar ao Ministro Jorge de Oliveira: em existindo de fato tais estudos para divisão do Ministério, quem ordenou que eles fossem feitos? E se estavam sendo feitos, com que propósito e por qual órgão ou ministério? E cabe perguntar também quem incumbiu a ele, Jorge de Oliveira, a tarefa de informar a imprensa da existência de supostos tais estudos, e se o Ministro Sérgio Moro tinha e tem conhecimento deles.
Jorge de Oliveira tem muitas explicações a dar, a começar para o seu chefe, o Presidente Bolsonaro. E tem também explicações a dar ao General Heleno, a quem na prática Jorge de Oliveira “desmentiu” na entrevista a Globo News. Entrevista esta que serviu unicamente para alimentar a grande imprensa de hoje na sua guerra de narrativas contra o Governo Bolsonaro.
Fonte:Crítica Nacional

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

disqus'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.