AÇÃO CONTRA A DENGUE FLAGRA 31 FOCOS EM 14 MIL DEPÓSITOS DE ÁGUA


Trabalho capitaneado pela Secretaria de Saúde reuniu 700 bombeiros e 40 agentes da Vigilância Ambiental
Um total de 5.382 imóveis, localizados nas regiões administrativas de Ceilândia, Sol Nascente, Pôr do Sol, Samambaia, Taguatinga e Brazlândia, foram visitados no último sábado (1º/2) por uma força-tarefa do GDF. E por uma ótima causa: a ação reforçada de combate ao Aedes aegypti promovida pela Secretaria de Saúde, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). O trabalho reuniu 700 bombeiros, que encontraram 14.631 depósitos de água nos imóveis visitados, e em 31 dos quais detectaram focos do mosquito causador da dengue e de outras arboviroses.
Foram feitas inspeções domiciliares e comerciais, com tratamento biológico e instalação de armadilhas contra o Aedes aegypti. Dos 5.382 imóveis visitados, 3.437 estavam abertos e 1.813 fechados. Ao todo, 132 moradores se recusaram a receber os agentes e bombeiros que trabalharam na força-tarefa, postura que pode gerar problemas para toda uma comunidade.
A ação também tem o objetivo de sensibilizar a população para os cuidados e o bloqueio da transmissão da dengue, principalmente neste período favorável para o surgimento de casos da doença. Como se sabe, a alternância de sol e chuva atrelada à circulação de pessoas, vírus e mosquitos forma o contexto propício para a proliferação.
Esse trabalho é essencial para a redução do número de casos nessas regiões, pois orienta a população sobre as doenças transmitidas pelo inseto e como prevenir o seu aparecimento”, afirma o subsecretário de Vigilância em Saúde do DF, Divino Valero.
A força-tarefa também contou com 40 agentes e dez viaturas da Vigilância Ambiental, além dos 700 militares e 12 viaturas do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.
Durante as visitas, a população também foi orientada a buscar as salas de acolhimento e de hidratação nas unidades básicas de saúde. Também recebeu informações sobre pontos específicos da rede pública para atendimentos, caso apresentem sintomas como febre alta, vômito, manchas vermelhas pelo corpo, dores de cabeça e em volta dos olhos.
Casos
Segundo o Boletim Epidemiológico nº 4 de 2020, o Distrito Federal registrou 1.419 casos prováveis de dengue nas primeiras semanas de janeiro deste ano. Um caso evoluiu para óbito. Do total de casos, 91,33% são moradores do Distrito Federal.
Houve um aumento de 84,1% de casos, se comparado com o mesmo período de 2019. Crianças com menos de um ano de idade e pessoas com mais e 50 anos foram as mais atingidas pela doença.
Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.