ELES NÃO FORAM ESQUECIDOS. GDF MONTA ESPAÇO DE ACOLHIMENTO A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA

As ações ocorrerão de maneira gradativa. Primeiro passo será garantir a segurança alimentar e nutricional do cidadão
Pessoas em situação de rua terão local para isolamento a partir desta terça feira (24). A medida é para protegê-los e evitar a contaminação e proliferação do novo coronavírus (Covid-19). Em um primeiro momento serão quatro espaços de acolhimento, com alimentação, banheiro, dormitório, lavagem de roupa, distribuição de kits de higiene, acompanhamento social e segurança. Ao todo, serão 650 vagas em endereços no Plano Piloto – número que poderá aumentar de acordo com a necessidade. 
Um desses acampamentos começou a ser montado nesta segunda-feira (23), no Autódromo Internacional Nelson Piquet, na área dos paddocks. O local deve ser disponibilizado a partir de terça-feira (24) à noite e tem capacidade para abrigar até 200 pessoas. O autódromo foi escolhido por ser amplo e ideal para evitar aglomerações e ter uma estrutura mínima de higienização pessoal. A Polícia Militar do DF fará a segurança do local. Haverá duas tendas de 100 metros quadrados cada, dez tendas de 36 metros quadrados, cinquenta contêineres (para dormitório) e pelo menos trinta estruturas especiais que servirão de banheiro. 
Além do Autódromo Internacional Nelson Piquet, as pessoas em situação de rua vão ser acolhidos nos seguintes endereços: Movimento Eureka (906 Norte), Creas Diversidade (614/615 Sul) e Centro Pop (903 Sul). O Movimento Eureka acolherá apenas casos de pessoas que apresentarem sintomas da doença, mas que ainda não necessitam de tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS). Os demais pontos vão receber pessoas em situação de rua que não apresentam sintomas da Covid-19. 
Essa é a primeira ação dentro de um planejamento estratégico no combate à proliferação do novo coronavírus junto a esse público, e une as Secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), de Segurança Pública, de Cidades e de Saúde, além da Administração Regional do Plano Piloto. 
O transporte das pessoas em situação de risco para os acampamentos será feito por instituições parceiras da Sedes, em vans e veículos apropriados. A alimentação virá dos contratos vigentes da Sedes.
De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social (Sedes), Ricardo Guterres, a medida é mais uma que vai na linha das adotadas antecipadamente pelo GDF. “Estamos nos preparando para todos os cenários possíveis. A ideia é tentar se antecipar ao máximo e ofertar o cuidado que a população precisa”, destaca.
Para o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, a medida se faz necessária pela vulnerabilidade do público. “Estamos pensando no todo e traçando possíveis cenários. Estas pessoas vivem nas ruas, não há como cumprirem o isolamento e terem assistência necessária, caso sejam contaminadas. Estão expostas e é uma questão humanitária darmos atenção a elas, em consonância com todas as medidas que estão sendo tomadas pelo governador Ibaneis e órgãos de governo diante desta pandemia”.
“Temos que ter esse público bem alimentado, assistido e em local que possam estar tranquilos e evitar o risco de contaminação. Não adianta estarmos preocupados com CPF, estamos preocupados em salvar vidas”, acrescenta Francisco Soares, subsecretário de Administração Geral da Sedes. 
Outras medidas
A montagem dos acampamentos não é a única providência em relação às pessoas de situação de rua. A Sedes tem entregado marmitas a essas pessoas, uma vez que com o comércio fechado e a baixa circulação de gente nas vias, esse público tem encontrado dificuldade para prover as próprias refeições.
A ação – que vai durar a semana inteira – tem ocorrido em locais de intenso fluxo da população em situação de rua. 
Outra iniciativa é a reforma de banheiros públicos do Setor Comercial Sul. Oito cabines próximas ao Banco de Brasília (BRB) estão passando por reparos para contar com chuveiros, vasos sanitários e pias. As obras tiveram início no domingo (22) e devem se estender até o próximo fim desta semana. 
Centros de Referência Especializados
É importante destacar que os Centro de Referência Especializado para a População, mais conhecidos como Centros Pops, tanto na Quadra QNF 24 A/E nº 02 Módulo A, de Taguatinga Norte, quanto no Conjunto C da 903 Sul, do Plano Piloto, seguem com o mesmo trabalho de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, com possibilidade de ampliação para os fins de semana a depender da necessidade.
Em todos esses momentos vai ser levado em consideração o trabalho de sensibilização das pessoas quanto à higiene, quanto a evitar aglomerações e demais recomendações dos órgãos competentes de saúde. 
* Com informações da Sedes 

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.