ESTRATÉGIA ADOTADA POR BOLSONARO “ISOLAMENTO VERTICAL” CONTRA O CORONAVÍRUS É BEM SUCEDIDA NO JAPÃO

Por Rafael Tadeu
O pronunciamento do Presidente Jair Bolsonaro,  surpreendeu grande parte da imprensa que vinha alarmando o Brasil com uma cobertura que, segundo analistas e epidemiologistas, vem exagerando número, supondo certezas inexistentes e fazendo projeções catastróficas sem qualquer base científica. O alarmismo midiático vem sendo confrontado com o sucesso da estratégia japonesa.
Isolamento vertical
No Japão, a estratégia não foi isolamento social completo como sugerem alguns Governadores no Brasil. Lá a vida continuou normalmente, com exceção aos grupos de risco -estes sim, permaneceram em quarentena- e assepsia das mãos, com lavagens constantes e uso de álcool gel. O chamado isolamento vertical que o Presidente Bolsonaro defendeu em seu pronunciamento.
Contudo, a decisão de não estancar o crescimento econômico do Brasil (que mal saiu da recessão provocada pelo PT), quebrando empresas e autônomos é do Governo Federal. Cabe, agora, a governadores e prefeitos motivados pela cobertura jornalística sensacionalista e exagerada, que instauraram pânico generalizado e fechamento de todos os comércios, tomarem decisões sensatas e que tragam a normalidade econômica ao país novamente.
O extremamente propagado exemplo da Itália, tem se provado objeto de estudos mais cautelosos, uma vez que a contabilização dos mortos -maioria idosos acima dos 70 anos- pode estar desconsiderando pessoas que já tinham outros problemas crônicos de saúde.
No entanto, na última Segunda-feira (23), a Itália teve segundo dia de redução diária no número de mortes, demonstrando retração da taxa. 

Postar um comentário

0 Comentários