DEPUTADO HERMETO CRITICA COMANDO DA PMDF E FAZ AMEAÇA EM TRIBUNA VIRTUAL DA CLDF

Geralmente comedido em suas palavras e adepto do diálogo para o entendimento de todos os assuntos que envolvem a sua corporação e, consequentemente, o comando da Polícia Militar, hoje o deputado distrital João Hermeto (MDB) perdeu as estribeiras.
Aproveitando o espaço na tribuna virtual da CLDF na tarde dessa terça-feira (14), o deputado, que também é subtenente da reserva da PM, não mediu palavras para criticar o Comandante Geral da corporação, coronel Pontes. (Assista ao vídeo)

Segundo o deputado, há muito que ele vinha tentando o diálogo com o comando da corporação na tentativa de amenizar o Teste de Aptidão Física (TAF) e fazer justiça aos policiais militares que estavam prestes a iniciarem os Curso Aperfeiçoamento de Praças (CAP) e Curso de Altos Estudos de Praças (CAEP), em sua maioria policiais com mais de 25 anos de serviço e que poderia ser o último meio de ascenção na carreira antes de irem para a reserva (aposentadoria).
A questão é que para a aprovação e acesso ao Curso o policial deveria percorrer 2.400 metros em 13 minutos, razão pela qual muitos policiais reclamaram pelo fato de não terem mais idade e preparo físico suficiente para o cumprimento da exigência, objeto de Portaria interna, já que há muitos anos não fazem treinamentos físicos constantemente nos quartéis.
Conversei muito com o comando da corporação para que houvesse uma flexibilização e alteração dessa Portaria de forma que não prejudicasse essas policiais que estão, praticamente, em final de carreira. Pelo visto, não houve boa vontade e o Cel Pontes, comandante geral, está extrapolando e exigindo medidas absurdas, impraticáveis”, disse o deputado ao blog.
O deputado também criticou o subcomandante geral da corporação, Coronel Sérgio, por ter dificultado a prorrogação do Curso de Formação de Oficiais (CFO) junto ao governador. “Parece até que é o coronel Sérgio que tá mandando na Polícia Militar”, ironizou.
Ainda segundo o deputado Hermeto, “como que um policial com quase 30 anos de serviço que não consegue cumprir a exigência do Teste de Aptidão Física (TAF), sendo impedido de frequentar o Curso para ascender a carreira funcional, pode tirar serviços ordinários de 6, 12 e 24 horas levando em sua bagagem equipamentos e armamentos pesados em diversas cidades com alto índice de criminalidade e eventos de grandes vultos? Será que para isso a inaptidão física não interfere?”, questionou.
Por fim, e bastante irritado, Hermeto mandou um recado direto para os coronéis da PM que insistem em não o respeitar como deputado eleito pelo voto democrático e continuar a trata-lo como um subtenente, desprezando a classe de praças: “Tenho muito orgulho de ser subtenente, mas sei o papel que exerço hoje. Quem me colocou na Câmara Legislativa foi o povo e a minha corporação, por isso vou representá-la à altura. Se tiver que bater de frente, eu bato! E se tiver que recorrer ao governador Ibaneis, não hesitarei em fazê-lo como vice-líder do governo”, finalizou.
O blog tentou contato com o comando geral da PM, mas até o fechamento dessa matéria não obtivemos resposta. O espaço está aberto para a PMDF.

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

disqus'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.