DF VOLTA A NORMALIDADE AOS POUCOS

Por Bombeiros DF
O Distrito Federal começou o enfrentamento ao COVID-19 sendo a terceira unidade da federação com maior número de casos do novo coronavírus, porém a capital federal está voltando aos poucos a normalidade.
O Brasil entrou em quarentena por causa do COVID-19, chegando a “fechar” algumas cidades por inteiro. O Distrito Federal determinou o fechamento de algumas atividades durante a pandemia por decreto.
Porém, o governador Ibaneis Rocha preocupado com a situação da capital federal começou a colocar em ação meios para que o brasiliense restabelecesse sua rotina normal. Para que isso tomasse corpo, o governador do DF estabeleceu metas para combater o COVID-19. Entre as ações do GDF colhidas pelo bombeiros DF estão: 
-A implementação de um centro de triagem e hospital de campanha no estádio Nacional de Brasília com a implementação de 200 leitos, -o hospital Regional da Asa Norte- HRAN ficou exclusivo para atendimento de queimados e contaminados com COVID-19
-instalação para acolher moradores de rua no autódromo de Brasília,
-investiu 4,5 milhões na agricultura local para garantir o abastecimento,
-implementou a vacinação de H1N1 para idosos, 
-agentes de combate ao coronavírus e segurança pública, que poderá ser estendida a toda população,
-feiras permanentes funcionarão com apoio de militares do Corpo de Bombieros, 
-começou a produção de máscaras na fábrica social,
-implementará a partir do dia 11/04 o teste rápido para o COVID-19,
-ampliou a fiscalização pela Vigilância Sanitária,
Essas são algumas das ações para que o DF volte a normalidade e que contribuiu para que o DF caísse para a 10º posição de números de contaminados.
Após colocar todo o planejamento em ação, o govenador começou a liberar o funcionamento do comércio local aos poucos, tendo como primeira inciativa o funcionamento de padarias, farmácias, supermercados, atacadistas, oficinas mecânicas, fábricas de bolos, concessionárias de veículos e estandes de venda de imóveis, logo em seguida, o governador foi liberando gradualmente o comércio de outras atividades como bancos púbicos e privados, lojas de conveniência, feiras permanentes, lotéricas, lojas de móveis, eletroeletrônicos, ‘Sistema S’, entre outros.
Com um governo que pensa na população, o GDF implementou planos para combater o COVID-19, em que, aos poucos a população volte as rotina.

Postar um comentário

0 Comentários