GUEDES DEFENDE CONGELAR SALÁRIOS DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS POR DOIS ANOS EM VEZ DE REDUZIR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu em videoconferência com congressistas do DEM, o congelamento dos salários do setor público durante dois anos como forma de contribuir para redução de despesas neste período de combate ao coronavírus.
Técnicos da Economia chegaram a propor uma redução de 25% durante este ano, já o deputado Ricardo Barros (PP-PR) defende uma redução de 30% dos vencimentos de todo setor público, incluindo Executivo, Legislativo e Judiciário.
Guedes disse aos congressistas do DEM que o presidente Jair Bolsonaro não apoia a redução dos salários e que, no final, teria praticamente o mesmo impacto na redução das despesas de um congelamento pelo período de dois anos.
Ou seja, neste momento, o ministro avalia ser melhor manter o poder de compra do servidores públicos para evitar uma maior desaceleração da economia, mas propõe um congelamento por um período mais longo gerando uma redução de gastos equivalente.
Para Guedes, é essencial que todos façam sua parte para o combate ao Coronavírus.
Fonte: República de Curitiba

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.