MINISTRO MARCO AURÉLIO MANTÉM NORMA DO CNJ QUE RECOMENDA SOLTURA DE PRESOS NA PANDEMIA

O ministro Marco Aurélio Mello rejeitou uma ação do Podemos para derrubar uma resolução do CNJ que recomenda a soltura de presos com risco de contrair a Covid-19, destaca o site O Antagonista.
Nas contas do partido, juízes já mandaram mais de 29 mil detentos para prisões domiciliares com base na norma, alguns presos perigosos como líderes do PCC acabaram aproveitando a brecha e fugindo.
No processo, o partido alegava que a crise sanitária não pode ser uma justificativa para a impunidade e que não há critérios objetivos para a soltura, nem condições de fiscalizar o cumprimento das penas em casa. 
O ministro rejeitou a ação com um argumento esquisito: o de que “a aplicabilidade da recomendação atacada depende da prática de atos judiciais posteriores, destinados a concretizar as medidas nela referidas”.
O colega de Aurélio no STF, ministro Fux tem criticado publicamente a medida.
Fonte: República de Curitiba

Um comentário:

  1. ESSES VAGABUNDOS DE TOGA DO STF E TODOS OS DEMAIS QUE ASSINAM MEDIDAS COMO ESSAS DEVERIAM SER RECOLHIDOS NO LUGAR DOS VAGABUNDOS QUE GANHARAM AS RUAS.STF É CANCER DA NAÇÃO. MALDITOS !!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

disqus'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.