“BLACK LIVES MATTER” AGRIDEM CATÓLICOS NOS EUA

Um evento de oração católica em frente à estátua de St. Louis no Missouri, nos Estados Unidos realizado no sábado (27) foi interrompido por militantes do Black Lives Matter. Membros do “movimento” atacaram os religiosos que participavam da cerimônia e pediam a remoção da estátua.
Conor Martin que estava no local  disse que ele e outros católicos reunidos em torno da estátua “estavam rezando ” e “não fizeram nada em retaliação” quando os militantes começaram a agredi-los fisicamente.
Deixamos que eles cuspirem em nós, nos chamassem palavrões, colocaram os dedos em nossos rostos, nos empurraram”, disse. “Mas não revidamos. Continuamos a orar
Veja o depoimento completo de Connor no Facebook:
“Ontem, enquanto rezavam pela paz e unidade em nossa cidade e pela proteção da estátua de Saint Louis, os manifestantes do Black Lives Matter começaram a assediar, repreender e agredir os católicos que estavam rezando pacificamente. Não fizemos nada em retaliação. Nós permitimos que eles cuspirem em nós, nos chamem nomes, colocam os dedos em nossos rostos, nos empurraram, mas não revidamos. Continuamos a orar pacificamente. Um homem veio e disse que iria me atacar, outro homem católico e uma mulher católica que estavam lá se não saíssemos. Continuamos a orar.
Naquele momento, alguém na multidão derramou um líquido não identificado no homem mais velho na foto abaixo nos comentários protegendo sua cabeça e foi atacado por um indivíduo violento, também na foto abaixo com o braço puxado para trás para atacar o homem idoso. Tiramos o homem idoso de lá em segurança, e eu estava prestes a sair para recuperar meu almoço, pois um amigo meu acabara de me dizer que minha comida havia chegado quando a multidão se aproximou dele. Eles perguntaram se ele estava comigo e, quando ele disse que sim, começaram a repreendê-lo. Eles pegaram a bengala dele e, quando ele não reagiu, arrancaram o chapéu da cabeça, chamaram de cabeça de pele e o atacaram. Nesse ponto, intervi para puxar o atacante do meu amigo e fui atacado pela multidão e pelo atacante. Eu tenho um vídeo anexado abaixo do assalto.
Vou apresentar queixa contra os atacantes. Se você conseguir identificar alguém nesses vídeos ou fotos, entre em contato. Isso não suporta. A polícia foi chamada seis vezes por outras pessoas à margem e nunca apareceu. Os justos devem se defender, como parece que o governo não é mais. Espero que Donald J. Trump, Mike Parson, senador Josh Hawley, senador Roy Blunt, Sam Page, prefeita Lyda Krewson e outros funcionários públicos tratem disso, como se as coisas não corrigidas só piorassem.
Por favor, continue a orar pela paz enquanto passamos por esse momento assustador na história de nossas nações. ”

Postar um comentário

2 Comentários

Obrigado pela sugestão.