CBMDF - NOTA DE ESCLARECIMENTO PÚBLICO

O Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal vem a público esclarecer os fatos apresentados na mídia nos dias 17 e 18 de junho de 2020, relacionados à produção de álcool feita pela Corporação nos meses de abril e maio.
O álcool líquido produzido pelo CBMDF teve sua produção iniciada no final de março de 2020, em um momento de grande escassez do produto no mercado,  para fins de desinfecção e descontaminação de superfícies, possibilitando assim, o cumprimento dos protocolos de descontaminação obrigatórios e evitando prejuízos imensuráveis tais como: contaminação da tropa, viaturas inoperantes e um sofrimento ainda maior da sociedade, por não ter efetivo para atendimento conforme a demanda.
Toda a produção teve acompanhamento técnico, desde o combustível utilizado como matéria-prima até o produto final, com laudos que atestam  que o álcool é de excelente qualidade, eficácia e sobretudo livre de contaminantes. Todos os lotes possuem rastreabilidade e responsabilidade técnica de farmacêuticos e os envolvidos técnicos têm formação em Farmácia ou Química.
A produção feita pela FARMÁCIA ESSENCIAL foi testada quanto à qualidade e eficácia do produto e está catalogada, com os respectivos lotes numerados e registrados. A FARMÁCIA ESSENCIAL é uma empresa idônea, com 19 anos no mercado, que se propôs a ajudar a Corporação de forma gratuita. Vale destacar que nenhum  pagamento foi feito à Farmácia Essencial. O CBMDF foi atendido por meio de uma ação social da empresa, sendo essa, solidária à Corporação em um momento crítico da pandemia, onde a logística mundial foi afetada.
A ação foi amplamente divulgada na Imprensa e todos os procedimentos foram seguidos de acordo com as normas da Vigilância Sanitária, incluindo a NOTA TÉCNICA N°3/2020/SEI/DIREI/ANVISA, que flexibilizava normativos anteriores para fins de produção e distribuição.
Houve um esforço coletivo por parte de vários militares que usaram recursos próprios para compra de vasilhames e insumos, quando necessário.
A produção foi toda catalogada, não tendo em momento nenhum descumprimento de normas sanitárias, não tendo ocorrido nenhuma notificação de caso de irritação de pele. Ao contrário: tal iniciativa salvou vidas, evitou  contaminação massiva da tropa e manteve a capacidade operacional.
O CBMDF declara que a Secretaria de Segurança Pública apenas recebeu da Corporação a doação de 180 litros de álcool, não participando, em momento algum, do processo de produção.Assim, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal mantém-se à disposição do Ministério Público para os esclarecimentos necessários, confirmando o seu compromisso com a verdade e com o zelo pela segurança e integridade de seus militares e da comunidade do Distrito Federal.
Brasília, 19 de junho de 2020. 
Centro de Comunicação Social 
Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal

Postar um comentário

0 Comentários