MAIA ENROLA 7 MESES ATÉ PAUTAR MP DE AJUDA A PEQUENAS EMPRESAS NA CRISE

Assinada por Bolsonaro em março, MP 992 foi "cozinhada em banho-maria" na Câmara.
Votação prevista para esta terça (6) revela o desinteresse do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pelas iniciativas de enfrentamento à crise gerada pela pandemia. Está com votação marcada para 13h55, a medida provisória 992, que cria um incentivo contábil para estimular bancos a emprestarem dinheiro de capital de giro a micro, pequenas e médias empresas, dramaticamente afetadas pela crise. A MP 992 foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em 18 de março, há quase sete meses.
Os créditos gerados pelos incentivos previstos na MP 992 beneficiam empresas cuja receita bruta em 2019 não ultrapassou os R$300 milhões.
Os empréstimos poderão ser pagos em até 36 meses, com carência de 6 meses. Pela MP, 80% dos créditos devem priorizar empresas menores.
Mais interessado em dificultar ações do governo, Maia ignora que micro, pequenas e médias empresas concentram 70% dos empregos no Brasil.
Os empréstimos que salvariam milhares de empregos só podem ser contratados até 31 de dezembro, mas a Câmara não parece preocupada.
Fonte: Diário do Poder

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Vejo sempre falta de entendimento dos políticos corruptos estarem a roubar sabendo que as investigações está em alta.Maia vai sair, corrupto ,quer continuar , quantos políticos ganhando bem sem trabalhar,todo mês o dinheiro tá lá.40mil30mil,e ainda querem um aumento de 79pir cento,de seus salários.e os benefícios. Restaurante.viagens saúde vitalício ,e o Brasil com a dívida de mais de quatro trilhões pra paga.quem fez as dividas foram o STF que apóia.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.