ALEMANHA: MERKEL AMPLIA AUTORITARISMO E JÁ COMPARADA COM HITLER

Por Bruna de Pieri
O parlamento da Alemanha aprovou uma reforma que, em simultâneo que amplia os poderes da chanceler do país, Angela Merkel, endurece as limitações impostas às pessoas sob a justificativa de ‘conter o avanço do vírus chinês’.
De acordo com a Revista Oeste, o artigo 28 da nova lei no país estabelece o uso obrigatório de máscara, suspende atividades culturais ou esportivas, impõe distância física em lugares públicos, restringe viagens e proíbe a venda de álcool em lugares abertos.
A lei também garante que Merkel poderá adotar mais “medidas de proteção”, caso o país supere 50 novos contágios a cada 100 mil habitantes em sete dias.
Como já noticiado pelo Terça Livre, a lei adotada por Merkel já é comparada por alemães com  a Lei de Habilitação de 1933, de Adolf Hitler. Na extrema-imprensa, nem sequer uma palavra sobre o assunto.
Durante o Boletim da Manhã desta sexta-feira (20), o Terça Livre mostrou imagens de como manifestantes contrários às imposições de Merkel estão sendo tratados pela polícia local: com jatos de água fria em meio ao inverno do hemisfério norte.
TL também já noticiou a prisão chocante de um químico alemão e ativista anti-lockdown, Dr. Andreas Noack, foi preso enquanto fazia uma transmissão ao vivo pelo YouTube. Ele está sob investigação por não cumprir as leis de bloqueio contra a Covid-19.
A abordagem foi realizada por ao menos quatro policiais, fortemente armados, logo depois do Parlamento alemão aprovar a lei que “empoderou” Merkel.
“Lembro que quando nos programas antigos eu e o Ítalo [Lorenzon] fazíamos”, comentou Allan dos Santos, “e as pessoas diziam que a Merkel era o Partido Social Cristão. E daí? [diziam Allan e Ítalo] Dane-se, essa mulher é uma ditadora! E nos chamavam de extremistas. Mas observem nos vídeos dos protestos, a atitude dos policiais não são totalitárias? Os manifestantes não estão depredando nada! E olha a repressão que estão sofrendo”, afirmou durante o Boletim da Manhã.
Fonte: Terça Livre

Postar um comentário

0 Comentários