ABERTO CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES PARA O CARTÃO CRECHE

Cadastro pode ser feito de forma on-line ou presencial. Governo vai beneficiar 5 mil crianças
A creche Ninho de Bebê, em Ceilândia, atende 100 crianças de quatro meses a quatro anos, e está inscrita no programa Cartão Creche – benefício educacional social do Governo do Distrito Federal (GDF).  Além de ajudar a suprir a demanda da maior cidade da capital do DF – com quase meio milhão de moradores – e auxiliar no desenvolvimento das crianças, o local gera emprego e renda.
A diretora da creche, Danúbia Almeida, 36 anos, está animada com as futuras matrículas na instituição a partir de março do próximo ano. “É uma boa oportunidade para as famílias carentes de ter serviço de qualidade para seus filhos, assim como para nós, que aumentaremos a equipe, empregando mais pessoas”, ressaltou.
Assim como a Ninho de Bebê, outras instituições do DF podem participar do programa. Inicialmente, o governo local pretende disponibilizar cinco mil vagas. Por cada criança, a instituição recebe R$ 803,57. O valor é para custear, no mínimo, cinco refeições por dia, atividades pedagógicas, banho, esportes entre outros.
As inscrições podem ser feitas pelo e-mail cartaocreche@desenvolvimento. – desde que as instituições estejam com as obrigações administrativas, financeiras, fiscais e trabalhistas em dia, tenha sede no DF e cumpra as exigências da Classificação Nacional de Atividade Econômica (CNAE 85112/00).
Basta enviar a documentação digitalizada, que você pode conferir no site da Secretaria de Empreendedorismo.
Também é possível fazer o cadastro pessoalmente no Simplifica PJ, em Taguatinga, com as declarações e documentações exigidas no edital, como o formulário de inscrição, declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a administração pública, apresentação de proposta, contendo quadro demonstrativo com a quantidade de vagas por faixa etária e que oferece turno integral, entre outros.
Demanda
O subsecretário de Fomento ao Empreendedorismo, Danilo Ferreira, explica que o principal objetivo é suprir a demanda das regiões administrativas em parceria com o setor privado. “Devido a pandemia do novo coronavírus, o programa ficou paralisado por algum tempo. Agora, que as atividades estão voltando ao normal, seguimos com os credenciamentos”, comenta.
É uma boa oportunidade para as famílias carentes que terão um serviço de qualidade, assim como para nós, que aumentaremos a equipe empregando mais pessoasDanúbia Almeida, diretora da creche beneficiada pelo programa Cartão Creche
Outra vantagem do projeto é a autonomia na escolha da creche. De acordo com Ferreira, os pais ou responsáveis pelas crianças terão a oportunidade de optar pela instituição cadastrada que desejar. “Se em uma cidade há dez creches, ele poderá escolher aquela que mais gostou, que é mais perto de sua casa, por exemplo. Eles poderão conhecer o plano pedagógico e toda a estrutura antes de bater o martelo”, garante.
Economia
Ao mesmo tempo que o Cartão Creche contribui para o desenvolvimento infantil, também fomenta a economia local. Na Ninho de Bebê, por exemplo, o número de oportunidades de trabalho deve passar de 20 para 60 vagas, segundo Danúbia. “Estamos lidando com várias vidas. Daqueles pequenos que virão e daqueles que estão aqui prestando o serviço com todo amor e carinho. Esse programa é sensacional”, elogia a diretora da instituição.
O secretário de Empreendedorismo, Mauro Roberto da Mata, lembra que o programa dá autonomia aos pais, que conseguem trabalhar e deixar seus filhos sob cuidados de profissionais adequados. “As instituições e as famílias foram muito impactadas por causa da pandemia do novo coronavírus. O Cartão Creche é uma oportunidade que ajudará a aquecer todos esses setores da economia”, reforça o titular da pasta.
Beneficiados
Aqueles que não têm condições financeiras para colocar seus filhos em creches particulares e não conseguiram vagas em uma instituição pública, devem ligar na Central Única de Atendimento Telefônico 156, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h.
Os pais ou responsáveis legais devem indicar a região que deseja pleitear a vaga, além de informar os critérios de prioridades de atendimento, caso possua. Só é permitida a inscrição para uma cidade. Para conferir os critérios de classificação e outras informações, acesse o site da Secretaria de Educação.   
Fonte: Agência Brasília
 


Postar um comentário

0 Comentários