MAIS LEITOS DE INTERNAÇÃO E UTI PARA HOSPITAL DE PLANALTINA

Obra histórica será feita em três etapas, incluindo a construção de um anexo de três andares, novo laboratório e radiologia mais modernizada
Desde a sua inauguração, em 28 de dezembro de 1976, o Hospital Regional de Planaltina (HRP) não passava por uma obra estruturante. E é em 2021, 44 anos depois, que três projetos de reforma e ampliação estão sendo preparados para entrar em licitação ainda neste primeiro semestre.
As reformas da Unidade de Radiologia e do laboratório de exames, e a construção de um bloco anexo de três andares com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) vão ampliar a capacidade de atendimento da saúde pública no hospital, referência na região.
A primeira delas será no setor de radiologia. A ala de 420,5 metros quadrados onde funciona o atendimento é a mais antiga da unidade e necessita intervenções na infraestrutura, como troca dos revestimentos de piso e parede, redistribuição de salas e acessibilidade, além de aterramento e proteção contra descargas elétricas. O edital de licitação da obra já foi publicado e as propostas serão abertas em 14 de janeiro. O custo previsto é de R$ 950 mil.
“Será a modernização de uma área que dará a possibilidade de atendermos futuramente com equipamentos mais modernos”, avisa a diretora administrativa da Região de Saúde Norte da Secretaria de Saúde, Kelly de Paula Lopes.
A obra estruturante do Hospital Regional de Planaltina prevê também a construção de um bloco anexo de três andares onde ficará a UTI com oito leitos e as alas de internação de adultos, já existente – e a infantil, inédita. Terá também diálise, odontologia, assistência social, fisioterapia, fonoaudiologia, vacinação e vigilância epidemiológica, além de salas administrativas. Serão investidos R$ 19 milhões com a publicação do edital de licitação prevista para março.
Laboratório e banco de sangue
A reforma com a ampliação do bloco de apoio diagnóstico contemplará o pavimento abaixo da maternidade do hospital e será destinado à criação do Laboratório de Patologia Clínica e do banco de sangue.
O espaço ocupado hoje por esse tipo de atendimento é pequeno e mudará de local, abaixo da maternidade, aumentando a capacidade de atendimento a até 400 pacientes hematológicos por dia. A área de reforma com ampliação é de 831,30 metros quadrados e está orçada em R$ 3,5 milhões. Em fase de produção, o edital de licitação está previsto para maio de 2021.
A subestação de energia da unidade hospitalar será ampliada e modernizada para suportar toda a ampliação do atendimento. “Trata-se de uma obra de grande porte, um complexo projeto de reestruturação do hospital com grande valia para a região administrativa de Planaltina”, conclui a diretora de edificações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Virgínia Cussi.
Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

0 Comentários