BRB PLANEJA EMISSÃO DE AÇÕES NA BOLSA PARA EXPANDIR NEGÓCIOS E SERVIÇOS

Por Cláudio Ulhoa
A instituição vai ampliar a carteira de ações para continuar com o Plano de Expansão nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, e com a implantação do banco digital; BRB registrou em 2020 o maior lucro líquido recorrente da história: R$ 456 milhões
O Banco de Brasília vai emitir mais ações para serem negociadas na Bolsa de Valores. O intuito da iniciativa, que deve elevar o percentual de ações negociadas dos atuais 3% para 30%, é fazer com que o banco continue com sua política expansionista adotadas nos dois últimos anos.
A informação foi dada pelo presidente da instituição, Paulo Henrique Costa, à imprensa, nesta terça-feira, 17.
O presidente também anunciou que para este ano está prevista a retomada do Plano de Expansão nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, e da sustentação do banco digital, iniciada no ano passado.
“Todo mundo procurando IPO [oferta pública inicial de ações] e a gente vai entrar também [no mercado] emitindo mais ações. O percentual [30% no mercado] vai gerar volume de capital”, disse Costa.
Para este ano também o banco estuda a possibilidade de expandir suas ações através de operações de venda de balcão de investimentos, seguridade e meios de pagamento. “Isso vai permitir que o BRB cresça nesses nichos de negócios também por meio de parcerias com empresas privadas”, garante Costa.
Porém, mesmo com toda expectativa de Costa para este ano, ele foi cauteloso a fazer um diagnóstico sobre a retomada da economia ainda este ano. Segundo o presidente do BRB, enquanto não houver uma decisão sobre a retomada do auxílio emergencial e a ampliação da vacinação contra a covid-19 para a população em massa, a economia tende a permanecer desaquecida.
O BRB registrou em 2020, ano marcado pela pandemia de covid-19, o maior lucro líquido recorrente da história: R$ 456 milhões. O valor representa aumento de 10,5% em comparação com o resultado de 2019.
Fonte: Blog do Ulhoa

 

Postar um comentário

0 Comentários