UM TERÇO DAS TROPAS DO EUA SE RECUSOU A VACINA COVID-19, INFORMA PENTÁGONO


Cerca de um terço das tropas americanas que receberam a oferta da vacina COVID-19 recusaram a inoculação, mostram os dados iniciais do Pentágono. A escolha ainda permite que o pessoal implante.
Funcionários do Pentágono disseram a um painel da Câmara na quarta-feira que a vacinação ainda é voluntária para membros do serviço porque as vacinas desenvolvidas pela Pfizer Inc. e Moderna Inc. até agora são aprovadas pela Food and Drug Administration em uma base de uso de emergência. Isso mudaria com a aprovação total do FDA, já que muitas outras vacinas são obrigatórias para as tropas.
Os primeiros dados mostram que quase 1 milhão de pessoas no Departamento de Defesa receberam alguma combinação de uma ou ambas as doses da vacina, disse o general Jeffrey Taliaferro, vice-diretor de operações da Junta de Chefes de Estado-Maior ao Comitê de Serviços Armados da Câmara.
Apenas 147.000 foram totalmente vacinados, de acordo com Robert Salesses, um oficial do Pentágono que desempenha as funções de secretário-assistente de Defesa para defesa interna e segurança global.
Oficiais do Pentágono disseram que pretendem ter a maioria das tropas vacinadas para COVID-19 até o final de agosto.
Fonte: American Militar

Postar um comentário

0 Comentários