Banner Acima Menu INTERNAS

- PUBLICIDADE -

Elon Musk compra o Twitter e abala as estruturas da web

Depois de se tornar acionista do Twitter com a compra de 9,2% da rede social, Elon Musk, em meio a declarações sobre LIBERDADE DE EXPRESSÃO, fez proposta irrecusável para adquirir a empresa na sua totalidade. 
A notícia deixou o mercado de ações em polvorosa, especialmente, a esquerda, que a todo custo tentava impedir o negócio. Elon Musk não deixou por menos, manteve a proposta, e mediante a lucratividade imposta pela compra, os acionistas não tiveram alternativa, e fecharam o acordo nesta segunda-feira. 
A mudança vai ser, certamente, radical no mundo inteiro. Aqui no Brasil, a preocupação fará cair os cabelos de muita gente que trabalha a favor da censura.
Em 5 dias, a LIBERDADE abriu suas asas sobre nós aqui no Brasil. Na quinta-feira, em corajosa e desprendida ação, o presidente Bolsonaro concedeu Decreto da Graça ao deputado federal Daniel Silveira. E hoje, o Twitter será um marco para a vocação que as redes sócias tem para com a democracia. 
O passarinho volta a ser azul. E viva a LIBERDADE!!! 
Elon Musk acaba de publicar em seu Twitter: 
"A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento, e o Twitter é a praça da cidade digital onde são debatidos assuntos vitais para o futuro da humanidade", disse Musk. 
"Também quero tornar o twitter melhor do que nunca, aprimorando o produto com novos recursos, tornando os algoritmos de código aberto para aumentar a confiança, derrotando os bots de spam e autenticando todos os humanos. O Twitter tem um tremendo potencial - estou ansioso para trabalhar com a empresa e a comunidade de usuários para desbloqueá-lo."

Postar um comentário

0 Comentários