TITULO

UM ESCLARECIMENTO À JORNALISTA MIRIAM LEITÃO (REDE GLOBO)

hoje assisti a Sra. Miriam Leitão, comentarista de economia da rede globo, dizer no bom dia Brasil que a reforma da previdência deixou de fora os militares das forças armadas, e que o governo se deixou levar por uma suposta pressão sofrida.
No momento em que escrevo esse texto, estou fundeado na costa do nosso país há mais de uma semana, em prontidão de 24 horas, me qualificando para defender o nosso país de qualquer ameaça estrangeira. E não tenho data para voltar para casa e rever meus familiares, não posso dar um beijo de boa noite na minha esposa e filha e não recebo adicional noturno, periculosidade ou hora extra. E como percebi que você não entende nada da vida militar, passo agora a descrever nossa rotina para Vossa Senhoria…
Um militar das Forças armadas nos seus 10 primeiros anos de efetivo serviço cumpre uma carga semanal de pelo menos 104 horas semanais, isso mesmo 104 HORAS SEMANAIS, isso porque eles possuem uma escala de serviço de 2×1, cumprindo expediente normal após passar o serviço. E eu lhe pergunto: qual é a carga máxima de trabalho semanal da CLT mesmo??? Ok!!!
Eu possuo hora para chegar no trabalho, mas não possuo hora para sair, às vezes chego no trabalho às 07h 45 e saio às 19h. Oi??? Hora extra??? Não sei…nunca ouvi falar!!! No serviço de 24 horas não possuo hora extra, adicional noturno ou de periculosidade. Sou do Rio de Janeiro, mas a qualquer momento posso ser movimentado para qualquer lugar do país, e não posso, não devo e nem irei reclamar, pois fiz um juramento.
Quanto a minha reserva (que vocês paisanos chamam de aposentadoria), eu contribuo durante toda a carreira com a minha própria previdência, e diferente dos cidadãos comuns após ser transferido para a reserva eu continuo contribuindo com o meu fundo previdenciário, ou seja, eu ajudo a pagar a minha aposentadoria. E não pense que eu já estarei aposentado e tranquilo, pois a qualquer momento eu posso ser chamado para servir meu país novamente.
E se lembra do juramento que eu falei acima??? Sabe que juramento é esse??? Eu juro defender o meu país com o sacrifício da minha própria vida se for preciso. Acho que nenhum contrato de trabalho que a senhora conhece possui essa cláusula.
Como dito acima, os primeiros 10 anos de serviço ativo de um militar equivale a mais de 20 anos de um paisano, portanto realmente nós somos diferenciados sim, pois somos infinitamente mais sacrificados.
Seria bom se a senhora conhecesse melhor o trabalho das Forças Armadas de seu país. Mas não se preocupe não, se for preciso construir estradas ou pontes pode nos chamar. Se houver calamidades públicas pode nos chamar, pois estamos prontos para socorrer nossos cidadãos. Se a polícia entrar em greve, estaremos aptos a ir para as ruas, pois somos a única categoria proibida constitucionalmente de fazer greves ou manifestações públicas. Como na fatalidade da chapecoense estamos prontos para aliviar as dores de familiares, e não cobraremos nada a mais por isso.
E quanto ao salário…não pense que recebemos valores astronômicos, recebemos valores módicos e quando temos aumento salarial ele é parcelado em 3 vezes, o que acaba sendo um reajuste inflacionário.
Concluindo Sra. Miriam Leitão, seria bom que a senhora se retratasse com os militares de seu país, pois enquanto a senhora dorme, eles estão de prontidão 24 horas, velando pelo seu sono, nos 4 cantos do país.

Apenas um militar…

2 comentários:

  1. Tem dinheiro SIM��������������������������http://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/reportagem/sobra-dinheiro-na-previdencia

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.